SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Segunda-feira, 14 Junho 2021, 16:56

Dia Mundial da Diabetes no Hospital Rainha Santa Isabel

 

O Hospital Rainha Santa Isabel assinalou o Dia Mundial da Diabetes, celebrado no dia 14 de Novembro com a realização de um encontro entre doentes com diabetes. Esta confraternização, na tarde do último sábado, veio a superar todas as expectativas por parte da organização do evento. “Marcaram presença cerca de vinte pessoas. Tínhamos pensado nesse número como sendo o ideal para que se pudesse fazer um acompanhamento mais pessoal junto de cada um destes doentes”, explicaram a enfermeira Maria Gracinda e o médico responsável pela Consulta de Diabetes, com quem O Almonda esteve à conversa a fim de fazer um balanço deste dia, assim como, conhecer as causas e o que deve um doente com diabetes fazer ou não fazer.

 

Após uma primeira apresentação o grupo e depois de ser medida a glicemia capilar, ou em linguagem comum, o nível de açúcar no sangue, as pessoas saíram do Hospital para realizar uma caminhada, de maior ou menor percurso, consoante a resistência de cada um e, no final, foi novamente repetido o teste da picada no dedo. A cada doente, de forma individual, foi feito um acompanhamento por parte do médico e enfermeiras presentes, tendo cada um destes doentes sido aconselhados, mediante os resultados desta medição, acerca da melhor forma de tratar da doença. Ficou bem evidente neste teste a importância do exercício físico. Apenas uma boa caminhada faz melhor do que se possa imaginar. Não faltou um lanche, tendo sempre em conta o regime alimentar adequado.

 

O 14 de Novembro foi definido pela Federação Internacional de Diabetes (IDF), entidade vinculada à Organização Mundial da Saúde (OMS), como o Dia Mundial da Diabetes, e introduzido no calendário em 1991, como resposta ao alarmante crescimento da doença registado em todo o mundo, assim como, promover o diagnóstico precoce e dar orientações sobre formas de tratamento adequado, o que ajuda na redução de complicações crónicas da doença.

 

Célia Ramos

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados