SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Quarta-feira, 16 Junho 2021, 03:16

A menina dança, descansa ou já tem par?!

Em tempos idos era assim … e olhem que esses tempos não são assim tão longínquos. É certo que já estamos a falar do século passado!! Mas convenhamos. Até eu, já nasci no século passado!!! Era assim mesmo desta forma, que os rapazes perguntavam às moças casadoiras que estavam presentes no baile, sentadas na fila da frente das cadeiras, sim… porque na fila de trás estavam as respetivas mães, se queriam dançar com eles, a moda que o grupo de baile já estava a tocar. E as mães, essas estavam sempre atentas!

Oh se estavam. Não fosse algum deles ser mais atrevidote… Bem … Atrevidotes havia muitos! Oh se havia. Aliás eram todos! E depois havia aqueles, que para além de atrevidotes, tinham menos jeito com o linguajar e depois cometiam gafes que ficavam na história! Eis uma das míticas frases … “A menina dança, descansa ou já tem parelha??” Ora convenhamos.
Na minha terra de nascença e criação (Riachos) parelha é de … sim é disso mesmo! De cornos. Mas na minha nova terra – Lisboa, uma parelha é de … sim é disso mesmo! De músicos. Mais concretamente de músicos de fado, de guitarristas! Ao conjunto, ao duo de tocador de guitarra portuguesa e tocador de viola chama-se parelha. Ou em tempos idos era mais habitual chamar. Aiiii … já estou a ficar tão antiga. As coisas de que eu me lembro. Ah … há que salientar que os bailes eram verdadeiros acontecimentos nas aldeias e lugarejos por este nosso queri- do Portugal adentro, com direito a foguetes e tudo. A nossa língua portuguesa é realmente muito particular e especial e tudo isto porque TUDO ISTO EXISTE, TUDO ISTO É TRISTE (mas em parelha tudo se torna melhor!), TUDO ISTO são COISAS e CENAS & CENAS e COISAS.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados