SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Segunda-feira, 14 Junho 2021, 20:10

Coletividades e Associações que não entreguem modelo 22 do IRS sujeitas a 300 € de coima

A direção da UCATN (União das Coletividades e Associações de Torres Novas) reuniu na quinta-feira, dia 20, para fazer um “ponto da situação” por causa das alterações legislativas que afetam o setor.

Manuel José, dirigente desta associação, começou por explicar que as altterações legislativas vão afetar a vida associativa, pelo que decidiram fazer uma reunião para que cada um dos associados pudesse expressar as suas preocupações e pontos de vista. As alterações à lei irão trazer problemas fiscais e nas relações com as autarquias, sendo necessário fazer um levantamento das questões que preocupam o movimento associativo.

António Lemos, do Clube de Campismo Torrejano, abordou de pronto a questão fiscal, assim como o “Modelo 22 do IRS”, pois, pelo que entendeu, as coletividades têm de fazer a sua entrega mesmo não tendo atividade económica, perguntando por isso: «Como é que se passa faturas?», até porque, disse, a maioria das coletividades, que seja do seu conhecimento, não entregou na data limite a declaração fiscal.

Nicolau Faria, da Associação de Pais da Escola Artur Gonçalves disse estar com o mesmo problema, não sabendo se as associações de pais estão a braços com um problema fiscal, o que, disse na ocasião, seria «totalmente descabido».

LML

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados