SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 12 Junho 2021, 14:47

Escola Artur Gonçalves comemorou 25 anos de existência

p1_artur_goncalves-_grd

“Recordamos o passado, projetamos o futuro” é o lema das comemorações dos 25 anos de existência da Escola Secundária Artur Gonçalves que tiveram início no dia 28 de setembro. A Escola Artur Gonçalves abriu as portas no ano letivo de 1987/88, na altura chamando-se de Escola Secundária n.º 2 de Torres Novas.

Iniciou com 31 turmas do 3.º ciclo. No ano de 1990/91 foi introduzido o ensino secundário e no ano letivo seguinte a escola adquiriu o nome que tem atualmente. Em 2006/07 a oferta educativa alargou-se com a entrada do 2.º ciclo e no ano2008/09 foi constituído o Agrupamento de escolas Artur Gonçalves, integrando todos os níveis de escolaridade e representado por quatro unidades escolares; a Escola Secundária Artur Gonçalves, a EB1/JI de Santa Maria, a EB1 /JI de Liteiros e o Centro Escolar da Serra de Aire, localizado na freguesia de Pedrógão.

São na totalidade mais de 1600 alunos, dos quais 1100 se encontram na Artur Gonçalves, uma “escola de referência local e regional”, nas palavras do professor Acácio Neto, diretor do Agrupamento.

“Foi no dia 28 de setembro de 1987 que entrou nesta escola o primeiro aluno. Era um dia com muita chuva. Hoje, também num dia de chuva iniciámos as comemorações destes 25 anos”, disse ainda o professor Acácio a O Almonda.

“Os alunos querem vir para a Artur Gonçalves”

“São 25 anos da Escola Artur Gonçalves, e meus já são 13. Entrei para esta escola no ano de 99. Aqui não existe rotina. Um ano atrás do outro sempre com mudanças. Para o ano contamos que haja mais uma mudança, com a junção do Agrupamento Vertical General Humberto Delgado de Riachos com o Agrupamento artur Gonçalves”, adiantou Acácio Neto, para quem as palavras chave do sucesso desta escola se traduzem na inovação e no desafio.

“Os alunos querem vir para a Artur Gonçalves! Orgulhamo-nos de ter bons resultados. E os nossos meninos, é assim que lhes gosto de chamar, são tratados como se a escola fosse um prolongamento da família”, afirma o docente que diz ainda que esta escola prima pela boa relação dos professores e dos restantes funcionários com os alunos.

O objetivo primeiro desta escola é nas palavras de Acácio Neto, “proporcionar a todos os alunos um percurso educativo de sucesso que permita o desenvolvimento das suas capacidades”.

Célia Ramos

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados