SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Quarta-feira, 16 Junho 2021, 13:03

Comissão de Utentes do Médio Tejo manifesta-se contra Carta Hospitalar do Governo

Esta semana, em vários órgãos de informação nacionais, a reorganização hospitalar voltou a estar em destaque. Desta vez um estudo aponta, entre outras medidas, para a transferência de medicina interna e do serviço de pediatria de Torres Novas para Abrantes. Foi o rastilho que espoletou uma reação em cadeia, com a Comissão de Utentes de Saúde a arrancar, na segunda-feira dia 4, com uma recolha de assinaturas para enviar ao ministro da saúde, dando conta de que a população está contra a proposta do estudo.

No mesmo dia, segunda-feira, o ministro da saúde já veio colocar alguma “água na fervura”, declarando que o se tornou público sobre a matéria é apenas um estudo. Também Joaquim Esperancinha, o administrador do Centro Hospitalar do Médio Tejo declarou a “O Almonda”, «só sei o que saiu na imprensa» e adiantou conhecer qualquer proposta oficial pelo que irá continuar a desenvolver o seu trabalho como até aqui.

Sobre a mesma temática e em declarações à Rádio Renascença o Presidente da Câmara de Torres Novas, António Rodrigues, declarou: «Não consigo perceber como é que se investiu tanto dinheiro em Torres Novas para acolher a pediatria, está toda concentrada em Torres Novas e vai uma parte para Abrantes porquê? Porquê? O que é que há em Abrantes que não há em Torres Novas?», tendo ainda acrescentado, «quando me dizem que o internamento vai de Torres Novas para Abrantes, então aí dá vontade de rir…quer dizer, não dá nenhuma vontade mas apetece rir, porque o Hospital de Torres Novas está pleno de internamentos de cirurgia interna».

Luís Miguel Lopes

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados