SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Segunda-feira, 21 Junho 2021, 23:07

Feira Quinhentista de Maio vai testar auto-sustentabilidade

O sucesso das duas edições anteriores da “Feira Quinhentista” não deixou ninguém indiferente em Torres Novas. A feira mexeu com a cidade e atraiu muitos forasteiros, sendo reconhecida por quase todos como um evento de sucesso. Sob o tema “O Dote da Princesa” a feira deste ano vai decorrer entre 3 e 6 de Maio e promete vir novamente a animar a cidade.

Em declarações a “O Almonda” a propósito do evento o Presidente da Câmara, António Rodrigues, chamou a atenção para algumas particularidades da feira deste ano, pois vai como que acontecer um “teste” para aferir se o programa “Memórias da História”, onde a feira se inscreve, vai ter «consistência e auto-sustentabilidade».

O figurino da feira quinhentista será o “Dote da Princesa”, evocando as Cortes ocorridas em Torres Novas no ano de 1525. “D. João III trazia de seu pai, D. Manuel I, a firme resolução de casar sua irmã Isabel com o Imperador Carlos V, o novo o rei de Castela. Num tempo em que uma aliança entre os dois reinos ibéricos era um imperativo estratégico para a defesa dos interesses de Portugal além-mar, havia que ponderar bem o montante exigido por Carlos V como dote da infanta. E o valor era tão alto que se tornava necessário criar um imposto especial para o pagar. Reunidas as Cortes em Torres Novas, em 1525, aqui se decidiu e contratualizou essa união que, 56 anos depois, acabaria abrindo caminho à perda da soberania de Portugal.”

De forma a não onerar os cofres do município, e como já havia sido antes anunciado, as entradas para o espaço onde a feira vai decorrer vão ser pagas, 4€ pelos quatro dias em que o evento vai decorrer, sendo que as crianças (até aos 12 anos) têm acesso gratuito. Será também a primeira vez que a feira se realiza sem o apoio de fundos comunitários, pelo que António Rodrigues reafirma o propósito de cobrar as entradas, «ou temos sustentabilidade ou não teremos, provavelmente, condições de continuar».

LML

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados