SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sexta-feira, 18 Junho 2021, 21:54

Entrevista a Denis Filipe, vencedor do concurso “Voz de Portugal”

p1_denis_grd

 

Denis Filipe, o torrejano que venceu a última edição do concurso da RTP 1 “Voz de Portugal” concedeu a “O Almonda” uma entrevista. De forma descontraída Denis transmite confiança e acredita no seu trabalho musical. Fez ainda questão de sublinhar a importância dos torrejanos e tomarenses na votação que conduziu à sua eleição como a “Voz de Portugal”.

 

O Almonda – Venceu o concurso da televisão que lhe trouxe grande notoriedade. Será caso para lhe perguntar: E agora?

 

Denis Filipe – Agora? Vai ser a altura em que tudo começa a nível artístico com originais. Vou escutar as propostas da editora, da Universal, e vou-lhes dar a conhecer o que já fiz até agora.

 

P – A sua ligação à Universal é por quanto tempo?

 

R – O contrato não tem prazo, mas contempla a edição de três álbuns e da organização de espetáculos ao vivo.

 

P – É sabido que o Denis tem uma banda. Tiveram mais convites após a sua participação e vitória no concurso?

 

R – Temos tido interesse para ir tocar a sítios onde ainda não fomos.

 

P – E está nos planos do Denis continuar a trabalhar com a sua banda?

 

R – Se for possível sim, é essa a minha intenção.

 

P – Como é que prefere cantar, em português ou inglês?

 

R – Os originais que tenho foram feitos para ser cantados em inglês. Mas por influência direta do Reininho (Rui Reininho) vou tocar alguns temas em português. Aliás se vier a realizar um trabalho conjunto com o Reininho vai ter de ser feito em português. Se reparamos, nos nossos dias, o mercado até está mais disponível para quem canta em português. Mas o meu género de rock é difícil de “encaixar” em português.

LML

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados