SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 19 Junho 2021, 08:20

No sapatinho está a conclusão do Fórum Sócio-Ocupacional

No CRIT (Centro de Reabilitação e Integração Torrejano), a manhã de sexta-feira, dia 16 de Dezembro foi cheia de cantigas, muita emoção, e grande alegria.

A magia do Natal tomou conta da festa alusiva à quadra natalícia que só terminou à hora de almoço.

Este ano a organização da Festa de Natal esteve a cargo da Valência Sócio Educativa.

O Ginásio da Instituição foi demasiado pequeno para o grande número de pessoas que se ali juntou e a propósito disto mesmo, a Direcção assumiu ainda que a partir do ano que vem irá fazer a festa noutro espaço “eventualmente no Teatro Virgínia”.

A festa começou com música oferecida pela Valência Sócio-Educativa. Depois subiram ao palco as  Sevilhanas do Centro de Actividades Ocupacionais (CAO). A Turma de Música do CRIT e Os Trickis do CAO, cantaram e encantaram. Subiram ainda ao palco Os Aventurados do Centro Comunitário Rosto, aos quais se seguiram o  Grupo de Danças e Cantares do CAO. Já a terminar destaque para o  Grupo de Dança – Formação e Emprego e para Grupo de Cantares composto por colaboradores do CRIT.

Durante a festa foi ainda apresentado  um pequeno livro da autoria de uma das alunas da Valência Educativa, a Sónia Coelho que vive no Lar Residencial. O livro intitula-se “EU PRÓPRIA” e teve a colaboração da Alexandra Sirgado como ilustradora e da Sofia Ferreira na parte do grafismo e foi editado através do Gabinete de Comunicação e Imagem da Câmara com a Biblioteca Municipal . A Sónia é paraplégica e tem um  historial de vida muito interessante pelo que esta edição promete.

O presidente do CRIT, Pedro Ferreira desejou as boas festas aos presentes e disse a «O Almonda» que este ano a Instituição terá uma prenda especial no sapatinho. A obra do Fórum Sócio-Ocupacional, na Rua Alexandre Herculano está concluída, e “só aguarda a decisão do Ministério da Solidariedade e Segurança Social para se formalizar um Acordo Atípico que garanta as verbas de funcionamento para esta unidade ocupacional para doentes mentais estabilizados”, disse Pedro Ferreira.

Célia Ramos

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados