SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Segunda-feira, 14 Junho 2021, 16:05

Centro Hospitalar do Médio Tejo – “É urgente a nomeação de nova equipa de gestão”

 

Encontrando-se em gestão desde 2009, uma auditoria da Inspecção Geral de Finanças recomenda com urgência a nomeação de uma nova equipa de gestão para o Centro Hospitalar de Torres Novas. O facto de 88 médicos se encontrarem a receber subsídios “sem suporte legal”, o défice ter atingido 25 milhões de euros em 2010 e a coexistência de especialidades em mais do que uma unidades hospitalar (indo contra o princípio da criação do centro hospitalar), são factores que pesam na auditoria para considerar a importância de uma boa gestão deste centro.

 

Realce-se também a recomendação da Inspecção Geral de Finanças para que se realizem mais cirurgias dentro do Centro Hospitalar, diminuindo assim o recurso a entidades externas. Pode-se ler na auditoria que houve “menos cirurgias e internamentos mas aumentaram os custos com fornecimentos e serviços externos”. É ainda referida a falta de entendimento entre os actuais membros da administração gestora em matérias essenciais, incluindo em matérias que permitiriam reduzir a despesa. Exemplificando este factor é apontada na auditoria que o plano de redução de despesas apresentado em Junho de 2010, que permitiria poupar cerca de 150 mil euros, nem sequer foi implementado.

 

João Rodrigues

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados