SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 19 Junho 2021, 15:48

Sociedade Filarmónica de Vila do Paço em almoço convívio

 

No domingo, dia 16, a Sociedade Filarmónica de Vila do Paço, que normalmente dinamiza todas as festividades da localidade, realizou um almoço convívio com dois propósitos, “penitenciar-se” pela ausência de festas, no Natal e na passagem de ano, e para realizar uma assembleia geral para aprovação de novos estatutos.

 

Ultrapassou a centena o número de sócios que respondeu ao apelo da Presidente da colectividade, Clotilde Sentieiro, para que comparecessem. Só por isso, pelo grande número de presenças, a direcção da colectividade estava satisfeita, «quando a direcção trabalha e vê resultados fica contente», sintetizou a presidente. Depois, dirigindo-se aos sócios, disse Clotilde Sentieiro que a colectividade é feita de sócios e amigos, não sendo propriedade da direcção, lembrando que se alguma coisa hoje em dia existe é devido aos esforços de muitos que por ali passaram. É também nessa linha de enaltecimento ao esforço dos que ali muito trabalharam que Clotilde Sentieiro entende que não se deve deixar morrer a colectividade, pedindo aos mais jovens que se envolvam num bem que é de toda a terra. A colectividade tem desenvolvido ao longo dos anos inúmeras actividades de desporto, cultura e recreio, sendo ponto de encontro para muitos amigos.

 

Foi também destacada a presença do Presidente da Junta do Paço, João Serôdio, e Clotilde Sentieiro fez questão de dizer que a junta de freguesia ofereceu um cheque e que assim «já se pode pagar a conta ao electricista». Eclodiu então um misto de aplausos e de gargalhadas bem dispostas por causa da frontalidade que caracterizou a afirmação da presidente.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados