SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Quarta-feira, 23 Junho 2021, 12:44

Festival das Enguias do Boquilobo foi mais fraco

 

O saber de 87 anos de Miquelina Fonseca deu-lhe a destreza para habilmente amanhar as enguias como gosta. Com as mãos cheias de serradura de pinho, para que os esguios peixes não lhe fujam, pegou nas enguias, uma a uma, e procurou na barriga o buraco que indica o ventre. Ali espetou a faca e rasgou a enguia de alto abaixo para a limpar. É que de outra maneira, explicou, «ficam a saber mal porque não são bem limpas». A preparação do peixe aconteceu por ocasião do Festival da Enguia do Boquilobo, que se realizou naquela aldeia do Concelho de Torres Novas, a 21 e 22 de Agosto.

 

Miquelina Fonseca já perdeu a conta aos anos que passou a amanhar enguias, sabe que é para cima de trinta. Este é um tipo de trabalho que a entretém e em que ajuda ao trabalho no restaurante da família. A serradura de pinho faz com que as enguias não lhe fujam das mãos e o seu uso impede que fiquem com outro gosto. «As mais pequenas demoram mais a amanhar», explicou a quem não entendia nada do ofício. E maquinalmente continuou, enquanto foi falando das horas que demorava a arranjar as enguias. «Hoje em dia vai-se amanhando conforme a necessidade», são tiradas de um tanque, que se encontra oxigenado e depois sofrem um choque térmico de frio para serem rapidamente congeladas em duas horas, de maneira a que não se percam as suas tão apreciadas qualidades e sabor.

 

Mais procura em Agosto

 

Em Agosto há sempre uma maior procura de enguias, embora hoje em dia se possa comer enguias durante todo o ano, é em Agosto que elas sabem melhor e que há um recuar a outro tempo, a quando a pesca da enguia era feita no rio com um chapéu-de-chuva virado ao contrário. Hoje em dia já são poucos os que se dão a esse trabalho, pois a quantidade que se apanha não compensa, pois muitas vezes não consegue sequer um quilo. No entanto a tradição de degustar as enguias em Agosto ficou. Mesmo que não houvesse festival a procura seria sempre maior neste mês, garantiram os proprietários dos restaurantes.

 

Luís Miguel Lopes

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados