SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 12 Junho 2021, 18:48

Orçamento de 2010 passa na Assembleia Municipal

 

Realizou-se uma Assembleia Municipal, a 26 de Abril, para discutir o orçamento municipal de 2010. António Rodrigues começou por justificar o atraso da apresentação do documento, lembrando que houve uma inspecção à autarquia em Janeiro, ao que se juntou a formação que é obrigatória para os funcionários municipais, que veio atrasar a elaboração do documento. Ainda assim a apresentação foi feita dentro do prazo.

 

Referindo-se à reunião de Câmara onde o orçamento havia sido discutido António Rodrigues lembrou que o vereador da CDU havia acusado a Câmara de já «ter feito melhor», e na altura o Presidente esqueceu-se de apresentar um argumento de peso, de que este orçamento se baseia num outro, o TorresNovas.PT.

 

Adesão às Águas do Ribatejo

 

O orçamento para 2010 prevê que seja feito um investimento de 33 milhões de euros em obras de saneamento, vindo a verba da adesão de Torres Novas à empresa “Águas do Ribatejo”. Com esse investimento, declarou o Presidente, «tudo o que tenha a ver com o ambiente ficará resolvido». Depois disso a preocupação para com o sector do ambiente passará apenas pela manutenção.

 

Centros Escolares

 

A construção dos Centros Escolares, uma das grandes apostas do município, irão ter, muito possivelmente, uma comparticipação até 80%, o que é uma boa notícia para os cofres do município. António Rodrigues anunciou ainda que o ajuste directo destas obras será também possível, o que deverá agilizar todo o processo. A factura do município para a sua edificação deverá rondar os 4 milhões de euros.

 

Geriparque em fase de conclusão

 

O processo de legalização da Geriparque está em fase de conclusão. Quererá isto dizer que de futuro mais empresas se poderão instalar em Torres Novas, e, disse António Rodrigues, «há lista de espera». Mas a intervenção mais importante a concretizar pelo município no chamado “nó da Zibreira”. Com o desenvolvimento das empresas serão criadas as condições necessárias para que em Torres Novas seja um concelho onde há emprego.

 

A Câmara de Torres Novas equaciona ainda adquirir terrenos junto ao TVT de modo a evitar que haja «especulação no futuro», garantiu António Rodrigues.

 

Luís Miguel Lopes

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados