SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 12 Junho 2021, 13:05

Centro Escolar de Torres Novas equacionado para a Casa do Conde

 p1_camara_grd

 

Na reunião extraordinária pública de Câmara de quinta-feira, dia 15, foi apresentada a proposta de Orçamento e as Grandes Opções do Plano para 2010, destacando-se a vontade do executivo em concluir os Centros Escolares em curso e ainda de lançar o Centro Escolar da Olaia. 

António Rodrigues, o Presidente de Câmara, avançaria mais tarde com a maior novidade, a da construção do Centro Escolar de Torres Novas no local onde hoje em dia funciona a Câmara e justificou, «Penso que a ideia é excelente e irá permitir que o Centro Histórico continue com vida», já que com a saída dos serviços camarários para o Convento do Carmo, onde irão nascer os novos Paços do Concelho, o Centro Histórico corria o risco de ficar ainda mais desertificado.

Inicialmente o Centro Escolar de Torres Novas estava previsto para os Negréus, mas esta nova localização entusiasmou o executivo PS e também o vereador do PSD. Apenas o vereador da CDU, Carlos Tomé, levantou algumas objecções, não se mostrando convencido com a ideia, pois entende que o edifício da “Casa do Conde” deveria ser utilizado para o fim que antes lhe havia antes sido destinado, e que deveria ser aproveitado para «algo ligado às artes e à cultura, com a criação de espaços para ateliês diversos, espaços multiculturais, vocacionados para as várias artes, com actividades especialmente voltadas para jovens e para a criação cultural e artística». António Rodrigues ainda explicaria que o objectivo do executivo camarário é de que o Centro Escolar seja feito daqui a dois anos, quando a Câmara sair, e lembrou que por ser uma obra a fazer no Centro Histórico irá contar com apoios cumulativos, embora, «esse factor não seja determinante para a decisão consideramos que é importante», declarou.

Boas notícias para os investimentos

Como resultado de um acordo entre a Associação de Municípios e o Governo todas as candidaturas aprovadas até ao final deste ano terão um apoio de 80%, informou o Presidente da Câmara, e Torres Novas irá tentar aproveitar ao máximo essa bonificação de cerca de 20% no apoio.

Para além dos Centros Escolares o executivo PS da Câmara destacou a construção de acessibilidades, no acabar das obras em curso, como o Jardim da Vila em Riachos, e no lançamento da obra da Casa da Cultura, também em Riachos. Chamaram também a atenção para a inclusão no Orçamento do lançamento da candidatura para a Mata Municipal e da construção da piscina de Verão.

A entrada do município de Torres Novas na empresa intermunicipal “Águas do Ribatejo” irá permitir que sejam investidos no concelho 33 milhões de euros lembrou António Rodrigues, o que irá permitir realizar as obras há muito necessárias na vertente do saneamento. Entende ainda o responsável máximo da autarquia torrejana que o município deverá «estar atento ao relançamento da economia» e propõe que a Câmara se prepare para «ter capacidade de adquirir terrenos junto ao TVT para que se evite a especulação».

Luís Miguel Lopes

 

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados