SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Quinta-feira, 17 Junho 2021, 03:03

O nosso Carnaval

p1_grd2

Um pouco por todo o concelho brincou-se ao Carnaval. “O Almonda” não podendo estar presente em todas as festas para que foi convidado, deixa aqui uma pequena amostra do que se passou por estes dias na cidade.

 

CRIT também foi brincar ao Carnaval

 

A Discoteca “Emotion” abriu as portas na quinta-feira, dia 11, para que os alunos do CRIT pudessem também brincar ao Carnaval. A “matiné” foi bem animada com os jovens a divertirem-se, brincando e dançando. Margarida Manta Luís contou a “O Almonda” que a excitação dos alunos do CRIT estava em crescendo nesse dia, pois durante todo o dia perguntavam uns aos outros “Também vais à discoteca?”.

 

Fernando Zuzarte Reis lembrou que a “Emotion” «alinha nesta festa» há já uma meia dúzia de anos, proporcionando aos alunos do CRIT «uma tarde diferente». Disse ainda que esta é a forma de aquela casa «colaborar e de ter uma atitude social. Sempre que podemos esta é a nossa forma de ajudar».

 

Carnaval gelado

 

Na sexta-feira, 12 de Fevereiro, último dia de aulas para as escolas antes das mini férias de Carnaval, pelas 11 horas, o termómetro do carro marcava 6 graus. A essa hora muitas escolas e Jardins-de-infância brincavam e desfilavam com fatos de Carnaval pelas ruas da cidade.

 

Os disfarces de Carnaval eram para todos os gostos, mas com a característica em comum de não serem adaptados para as temperaturas que se faziam sentir. Carochinhas e joaninhas, muitas princesas e fadas, palhaços miúdos e mais graúdos, super heróis lado a lado com sevilhanas, índios e bombeiros, abelhas e flores, apenas alguns exemplos no mundo sem fronteiras da imaginação.

 

O Agrupamento de Escolas Artur Gonçalves trouxe à Avenida Sá Carneiro um desfile com mais de mil figurantes vindos das várias escolas e jardins-de-infância do concelho e pertencentes a este Agrupamento. Um trabalho que foi possível graças ao grande empenhamento por parte dos professores e encarregados de educação destas escolas.

 

Apesar do Carnaval das Escolas ter sido gelado, a “criançada” parecia divertida e feliz, afinal, mesmo que com passo apressado para sair do frio, Carnaval é sempre Carnaval!

 

Até a Paróquia dançou

 

O renovado salão de festas das Paróquias de Torres Novas foi o local escolhido por muita gente para ir brincar ao Carnaval. E houve quem se vestisse a rigor aproveitando ao máximo a liberdade que estes três dias proporcionam. Brincar, comer e dançar foi coisa que não faltou no Carnaval das Paróquias.

 

E o samba parou o trânsito

 

“O Almonda” já tinha dado conta, na edição anterior, da “Escola de Samba” de Torres Novas. No domingo e terça-feira gorda o samba saiu à rua. E nem mesmo a chuva, persistente nos dois dias, principalmente na terça-feira, foi capaz de dominar o irresistível ritmo do Samba. Na Avenida, no centro da cidade, onde se realizou um pequeno desfile, até o trânsito parou para deixar passar estes foliões do samba.

 

Célia Ramos e Luís Miguel Lopes

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados