SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 12 Junho 2021, 14:36

Milhares de pessoas na prova de S. Silvestre de Torres Novas

foto1_grd

 

Milhares de pessoas aguardaram na Av. Marginal, no passado sábado, dia 26 de Dezembro, pelo início da Prova de S. Silvestre, que nesta edição bateu o recorde de atletas presentes, com destaque para uma dúzia deles que pertencem à fina-flor do atletismo nacional.

Segundo palavras do principal dinamizador da prova, o Prof. Raul Santos, pode dizer-se que vieram a Torres Novas atletas do Minho ao Algarve.

 

Apesar de ser uma iniciativa da Câmara Municipal, a organização técnica pertence à Secção de Atletismo da Zona Alta. De referir ainda que esteve presente o presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, que se veio inteirar da forma organizativa da prova e também quis saber a máxima segurança dos atletas, que a P.S.P. da cidade presta.

 

A vinda de tantos atletas trouxe também muitos familiares e amigos, que durante a tarde visitaram a cidade e particularmente o Jardim das Rosas, que faz um óptimo enquadramento com a Biblioteca e as Piscinas Municipais. Foram muitas as pessoas com quem falámos e a tónica comum era sempre a mesma, este espaço é maravilhoso para se estar. Pessoas que mal conheciam a cidade, porque só vinham participar nas provas.

 

A edição deste ano teve uma novidade e que deu num resultado espectacular não esperado. Ou seja a Prova Rainha que costuma ser a última a realizar-se, desta vez foi a primeira. Cerca de oitocentos atletas alinharam na partida, para cumprirem os dez quilómetros. De salientar que no Pelotão seguiam um grupo de atletas referenciados, o que à partida dava para perceber que a chegada seria em grupo e muito competitiva. Afinal isso não aconteceu.

 

A chuva este ano não apareceu e apesar do frio, os atletas não se deixaram intimidar e correram em bom ritmo. José Moreira, foi o mais rápido, chegou isolado para mais um triunfo no seu currículo; enquanto Mónica Rosa, do Maratona, seria a 1.ª mulher a cortar a meta. A simpatia desta atleta, que já esteve noutras provas em Torres Novas, notou–se quando declarou que veio à S. Silvestre por consideração para com o Prof. Raul Santos.

 

Este ano foi ensaiada a 1.ª Mini S. Silvestre, aberta a todos os escalões. Este pelotão seguiu na cauda da Prova Rainha.

 

Já era noite quando se iniciaram as provas dos escalões menores, com cerca de 500 atletas a participarem. Foi um belo espectáculo ver tantos atletas, enquadrados com a iluminação do Natal. As Piscinas Municipais, como sempre, abriram as portas para a entrega dos Prémios e muitos atletas prometeram voltar para o ano.

 

Canais Rocha

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados