SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Segunda-feira, 14 Junho 2021, 17:12

Câmara de Torres Novas pondera adesão às “Águas do Ribatejo”

 

Na quinta-feira, dia 3, numa Sessão Extraordinária de Câmara, esteve em discussão a eventual adesão à empresa intermunicipal “Águas do Ribatejo”.

 

A reunião acabaria por ter por ponto único em discussão a eventual adesão às “Águas do Ribatejo”. António Rodrigues começou por recapitular todo o processo, lembrando que o município tem necessidade de instrumentos financeiros que permitam a intervenção no sector da água e do saneamento. A primeira opção em 2003, que depois viria a ser revogada, passou pela decisão de privatização do sector. Mais tarde, já em 2009,e com Carlos Tomé, o vereador da CDU a aplaudir, a decisão foi revogada, tendo sido anulada a deliberação para o concurso de concessão de águas e decidida a atribuição ao Presidente da Câmara poderes para encetar contactos e negociações com as “Águas do Ribatejo”, o assunto foi-se arrastando no tempo, por razões que se prendem com atrasos com estudos que a empresa ficou de realizar.

 

Finalmente esse tal estudo ficou concluído, e os primeiros indicadores parecem agradar a Torres Novas, pois ao contrário do que acontece em outros municípios que integram a empresa intermunicipal, o preço da água em Torres Novas deverá descer com esta adesão. No estudo comparativo de tarifários apresentado na reunião de Câmara, e a que os jornalistas tiveram acesso, pode-se observar que o consumo até 15m3 por mês, nas tarifas aplicadas em Torres Novas o custo é de 17,48 €, enquanto que no tarifário aplicado pelas “Águas do Ribatejo”, o custo seria de 13,17. «A diferença é significativa», comentaria a esse propósito António Rodrigues.

 

Luís Miguel Lopes

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados