SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sexta-feira, 18 Junho 2021, 21:39

Manuel Maria Carrilho elogia exposição de José Coêlho em Paris

 

“Simpósio dos Simples – Luz Fragmentada”, é o nome da exposição de José Coêlho, patente na Galerie Art Present, em Paris, até ao próximo dia 6 de Novembro. Esta é a sétima exposição do escultor riachense no País das Luzes e que serviu de mote à conversa tida, durante a qual foi anunciado a abertura do “Barracão das Artes” como um projecto que dará muito que falar, “numa nova fase” da vida de José Coêlho.

 

“Sábado, 21 de Outubro, após visitar a exposição, o Manuel Maria Carrilho”, ex-ministro da Cultura e actual embaixador de Portugal na Unesco, “disse-me tal e qual isto: fazia questão de conhecer pessoalmente o seu trabalho. Tem aqui trabalhos lindíssimos!” Recorda o escultor riachense José Coêlho com alguma vaidade, tendo regressado há pouco tempo de Paris, onde esteve a propósito da sua exposição “Simpósio dos Simples – Luz Fragmentada”, na Galerie Art Present e que estará patente até ao próximo dia 6 de Novembro.

 

“Esta exposição inaugura um novo ciclo na minha vida”

 

“Simpósio dos Simples – Luz Fragmentada” é já a sétima exposição do escultor em Paris, “já expus mais vezes em Paris do que em Lisboa, e esta Galeria com que trabalho, aposta muito no trabalho de qualidade. Para mim, é sinal de que o meu trabalho é reconhecido. Um artista tem de deixar um legado de criatividade que marque a diferença. Em Paris, e devido à crise, têm fechado muitas Galerias, e esta com que trabalho, a Art Present, é uma Galeria que aposta muito em trabalhos de qualidade. E eu, para expor naquela que é a montra da Europa, tenho de ter um trabalho que esteja à altura do acontecimento.”

 

Célia Ramos

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados