SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 19 Junho 2021, 17:17

Grupo de Estudantes da Amnistia Internacional da Escola Maria Lamas

 

No final deste ano lectivo O Almonda esteve na Escola Secundária Maria Lamas a convite do Grupo de Estudantes da Amnistia Internacional, a propósito da realização de uma palestra proferida por Daniel Oliveira, membro da AI Portugal, onde o objectivo era o esclarecimento do que é o movimento da Amnistia Internacional e a divulgação do grupo criado nesta escola. Na altura ficou o desafio por parte d’O Almonda de ser feito um trabalho com este grupo de alunos para conhecer melhor os seus objectivos e convicções ao formarem este grupo. Agora que os exames já passaram e em plenas férias, surgiu a oportunidade e eis a conversa feita com os alunos, Teresa Gomes, de 16 anos, Diogo Paixão, de 17 anos, Ana Carolina Faria, de 16 anos, Sara Ribeiro, de 17 anos e Marta, de 16, todos alunos que terminaram o 11º ano. Elsa Tavares é a professora responsável por este projecto.

 

“Oficialmente este grupo existe desde o início deste ano, mas já tinham sido realizadas actividades de promoção dos Direito Humanos desde Dezembro, após a participação de alguns dos membros no 9º Campo de Trabalho da Amnistia Internacional. Neste Campo de Trabalho, realizado em Albufeira no mês de Novembro, foi-nos apresentada a “missão” da Amnistia Internacional, e, após a participação no Campo, realizámos a nossa primeira actividade, a celebração dos 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) que contou com uma grande adesão da comunidade escolar”, explicaram.

 

Quanto às razões que levaram à formação deste grupo e à defesa destes valores, respondeu o Diogo: “Já conhecia a Amnistia Internacional (AI), mas só de nome. Não tinha grande ideia da importância que tinha. Foi durante o Campo de Trabalho que fui percebendo qual era o verdadeiro papel da AI no mundo e como actuava. Tendo como principal objectivo a preservação e proclamação dos Direitos Humanos, achei importante ajudar esta causa, que já salvou tantas vidas.”

 

Célia Ramos

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados