SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Quinta-feira, 17 Junho 2021, 00:13

Concerto de Aniversário do Choral Phydellius no Virgínia

 

No dia em que comemorou o 52º aniversário, Domingo, dia 17, o Choral Phydellius presenteou a população com um espectáculo de boa memória no teatro Virgínia, palco de inúmeras actuações que já fazem parte da história desta Associação.

 

Espectáculo antes do espectáculo

 

Ainda antes do Phydellius subir ao palco do Virgínia já o espectáculo havia começado, pois foram sendo projectados na tela alguns momentos altos da vida do coral aniversariante. Como é hábito o Presidente da Associação, Júlio Clérigo, fez uma breve resenha histórica do Choral Phydellius, sublinhando as suas diferentes vertentes, pedagógica e cultural. Aproveitou ainda a ocasião para destacar o reconhecimento de que foi alvo o Conservatório de Música pelo Ministério da Educação ao ver ser aprovada para a sua o regime de Autonomia Pedagógica.

 

No palco

 

A diversidade do programa proporcionou aos espectadores, que encheram a sala do Virgínia, apreciar o que de melhor se faz no Conservatório de Música tanto ao nível instrumental como coral.

 

O Coro Juvenil do Choral Phydellius foi o primeiro a actuar, apresentando várias partes da Missa Étnica (da Ethno-Mass for Peace) de Lorenz Maierhofer. De seguida, foi a vez da apresentação do Sexteto de Cordas e Sopros I pelos alunos do Conservatório de Música do Choral, com a peça Abendlied – Canção do Entardecer, de Josef Rheinberger, com instrumentação do professor Vítor Ferreira e ao Violino I: Rui Antunes, Violino II: Tiago Bento, Violino III: Miguel Correia, Clarinete I: Maria Inês Pereira, Clarinete II: Joana Lopes e Violoncelo: Tiago Gomes.

 

Luís Miguel Lopes e Carla Morais

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados