SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Quarta-feira, 16 Junho 2021, 01:30

Museu Agrícola de Riachos transformado em sala de aula por um dia

O Museu Agrícola de Riachos foi espaço de acolhimento para uma aula diferente para um grupo de alunos oriundos de países como, Senegal, Bolívia, Itália, Equador e alguns portugueses, do curso dado pelo Instituto Politécnico de Tomar e integrados na Rede Erasmus.

A manhã de trabalho de sexta-feira, dia 16 de janeiro, começou com uma conferência dada pelo antropólogo Aurélio Lopes, no âmbito da disciplina “Salvaguarda das paisagens culturais II – Dinâmicas económicas e adaptação”.

Numa curta conferência que antecedeu as apresentações realizadas pelo alunos ali presentes e referentes às culturas específicas dos seus países, Aurélio Lopes começou por afirmar que a “cultura popular em Portugal é pouco valorizada, uma vez que esta é vista como uma herança do Salazarismo”.

“O folclore é uma realidade fóssil que grupos utilizam para preservar a memória de como viviam os seus antepassados. Os grupos folclóricos nascem como cogumelos, sem grande controle e estão limitados aquilo que recolhem.

Existem cerca de 1500 agrupamentos folclóricos em Portugal, sendo que o folclore se assume como uma representação”, afirmou Aurélio Lopes fundamentando-se no folclore, como sendo uma das representações da cultura popular.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados