SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Terça-feira, 15 Junho 2021, 17:59

Choral Phydellius encheu com música a Igreja do Carmo

No sábado, dia 10, na Igreja do Carmo, teve lugar o tradicional concerto de Reis do Choral Phydellius. Em noite fria a música encheu a bela igreja, num concerto que tirou muita gente do aconchego do sofá e que, não enchendo por completo o templo como em outras ocasiões, apresentava uma boa moldura humana.

Antes do concerto ter início o Presidente do Phydellius, Júlio Clérigo, aproveitou para endereçar os votos de Boas Festas e de um Bom Ano, sublinhando que a melhor maneira que o Choral tem para o fazer é através da música.

Não passou em claro sobre a perda de duas coralistas no ano passado, a Inês Pereira e Amélia Pinheiro, lembrando o que muito tinham feito pelo Choral Phydellius e o que ainda tinham para dar, pelo que a sua perda foi grande. «Deram muito à instituição e tudo o que se pudesse invocar em sua memória não seria suficiente».

Em seguida o representante do Ensino Pedagógico, Acácio Teixeira, fez a apresentação da primeira parte do programa, explicando que o Choral Phydellius tem várias valências e que o concerto iria abrir com a Orquestra de Câmara conduzida pelo Professor Luís Carreira. Aludiu ao nome da música de onde surge o nome do Choral, onde o autor disse que se alguém um dia compreendesse a sua música jamais seria infeliz. Naquela noite, reforçou o professor, iam-se viver alguns momentos de grande felicidade.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados