SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sexta-feira, 25 Junho 2021, 07:09

Vala comum do tempo das invasões francesas descoberta na obra do Mercado do Peixe

Na semana passada foi feito um achado arqueológico na obra do Mercado do Peixe. Uma vala comum, com cerca de 10 corpos, foi posta a descoberto. De acordo com a equipa da “Crivarque”, a empresa de acompanhamento arqueológico da obra, os corpos deverão ser do período das invasões francesas.

Dando cumprimento ao dizer popular de que em Torres Novas a “cada cavadela” há um achado, aí está mais uma obra com vestígios arqueológicos. Rita Ferreira, arqueóloga, e Patrícia Simão, antropóloga, coordenam o trabalho de levantamento do espólio arqueológico humano, descoberto na obra do Mercado do Peixe. Os trabalhos da “Crivarque” estavam a acompanhar a remoção do solo, assim como da picagem de paredes, pois, previa-se que alguns achados de interesse arqueológico poderiam surgir nas paredes de um edifício que data do século XIX. Mas não esperavam encontrar uma vala comum do tempo das invasões francesas, que foi o que surgiu durante a picagem ao chão. Aos poucos, contou Rita Ferreira, tornou-se «evidente» que o antigo Mercado do Peixe havia sido edificado sobre outra estrutura, pois as colunas assentaram num espaço onde já teria existido outro edifício, pertencente ao antigo Paço dos Duques de Aveiro.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados