SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Quarta-feira, 16 Junho 2021, 03:11

“Estou ao serviço da comunidade para tudo o que ela me pedir”

Arlindo João Martins Garcia, casado e pai de duas filhas, foi ordenado Diácono Permanente no último domingo, dia 13 de julho, em Santarém juntamente com outros sete Diáconos e dois presbíteros.

Do concelho de Torres Novas foi ordenado igualmente para este serviço à Igreja Ludegero Ferreira, da freguesia do Pedrógão.

Nas vésperas da ordenação diaconal de Arlindo Garcia, O Almonda esteve à conversa com este Diácono Permanente.

Arlindo Garcia é natural do Concelho de Oleiros, mas reside em Torres Novas há sete anos.

Sendo a esposa natural de Alcorochel, e cansado da vida agitada levada na capital do país, encontrou ocupação profissional em Fátima no ramo da metalomecânica.

“Nada acontece por acaso. Deus já me mostrou que na minha vida os acontecimentos não sucedem por acaso. Vejo neles a presença de Deus”, começa por dizer.

Depois de algum tempo de afastamento de uma prática cristã assídua, é já em Torres Novas que sente o desejo de voltar a participar na Eucaristia. Nessa mesma missa, na Igreja de São Pedro, recorda, foi feito o anúncio de que iriam começar as catequeses do Caminho Neocatecumenal na cidade de Torres Novas.

“Foi assim o Caminho Neocatecumenal que me trouxe de volta à Igreja, onde passei a ter uma presença assídua”, explicou.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados