SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Terça-feira, 15 Junho 2021, 02:00

“Conversas sobre nós”, em torno da escola e os nossos filhos em debate na Biblioteca

fotopag1_gd

No âmbito do projeto de parceria PASCRI (Parent-School Cooperation in Relation to Inclusion), entre Torres Novas e Aalborg (Dinamarca), o Município de Torres Novas está a promover um ciclo de “Conversas sobre Nós” na Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes.
A primeira sessão realizou-se no dia 20 de março, à noite tendo como oradora Barbara Wong.
Jornalista no jornal Público, onde é editora da versão online, há muito que Barbara Wong se tornou uma especialista sobre a realidade educativa do país, tendo acompanhado de perto todas as principais transformações que o sector conheceu ao longo dos últimos anos.
Vencedora do prémio “A Família na Comunicação Social” no ano de 2005, é autora dos livros “A escola ideal: como escolher a escola do seu filho dos 0 aos 18 anos”, lançado no ano de 2008, “A minha sala de aula é uma trincheira”, de 2011  “O meu filho fez o quê??? Guia de Relacionamento dos pais com a escola”, em 2013), que foi nesta noite de debate apresentado em Torres Novas.
As “Conversas sobre Nós” pretendem debater a forma como crescemos juntos e tem como público-alvo pais, professores, educadores, cidadãos, a comunidade em geral.
Trata-se de um conjunto de reflexões sobre a escola e a educação, e sobre os atuais desafios da parentalidade e da cooperação parental, apoiado pela Comissão Europeia ao abrigo da ação Comenius Regio do programa Aprendizagem ao Longo da Vida, e promovido em parceria com os agrupamentos de escolas Artur Gonçalves e Gil Paes e com a Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Artur Gonçalves.
Apoiada na sua mais recente obra, “O meu filho fez o quê??? Guia de Relacionamento dos pais com a escola”, a jornalista começou por dizer aos pais ali presentes o quanto é importante “conhecer o espaço para onde os filhos vão estudar. É útil fazer uma visita, observar e fazer perguntas. Que tipo de trabalho ali se faz, se a escola tem projeto educativo ou não, e outras que possam surgir”.
O início do ano letivo deve ser preparado com antecedência. Há que marcar atividades positivas para o regresso à escola, defende Bárbara Wong e em casa, é importante não esquecer que se deve preparar um espaço onde a criança possa estudar.
“É necessário estar atento à adaptação da criança, levando-a a aperceber-se do quanto espetacular irá ser aprender. Durante este processo os pais devem ir sabendo junto da professora como está a correr a adaptação”.
Como conhecer os professores e quando devo marcar uma reunião, foi a questão que se seguiu colocada pela especialista.

Célia Ramos

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados