SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Terça-feira, 15 Junho 2021, 21:17

Teatro Virgínia levou o músico João Paulo Simões à Escola Maria Lamas

Na quinta, dia 10, o Teatro Virgínia aproveitou a presença do músico JP Simões, que esteve em Torres Novas no âmbito do Festival de música indie “Vagabundo”, para o levar à Escola Maria Lamas, onde conversou com alguns alunos.

JP Simões tem sido o músico vagabundo por excelência, transitando entre bandas, formatos e géneros musicais, encontrando a sua casa na diversidade e na mudança e apurando a sua voz única, cada vez mais rica e evocativa, que, calmamente, começa a transpor fronteiras e a viajar pelo mundo. Ainda em tour de lançamento do seu novo disco, Roma, JP Simões apresentou-se no “Vagabundo”, acompanhado pela sua guitarra e pelo exímio violão tropical do paulista Gabriel Godói, com quem trabalhou no último álbum.

João Paulo Simões tornou-se mais conhecido no panorama musical nacional com o projeto “Belle Chase Hotel”, com discos como “Fossanova” (1998) e “La Toilette des Étoiles” (2000).

Na biblioteca da escola, frente a duas dezenas de alunos, falou sobre a criação artística, explicando que se passa por um processo de busca, de encontrar «a nossa essência». Para além de dar conta do seu percurso, que teve também uma aventura televisiva na RTP2, com o programa “Quilómetro zero” – onde foi à procura de trabalhos de bandas que merecessem ser divulgados, falou também das influências que recebeu da literatura, destacando o escritor francês Albert Camus e o livro “A peste”.

LML

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados