SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sexta-feira, 18 Junho 2021, 09:28

Clarisse vai ser Rainha por três dias

A torrejana Clarisse Silva Sousa, de 43 anos, nunca pensou que algum dia “ascendesse” à realeza. Trabalha no bar das piscinas municipais, que explora como empresária há cerca de um ano, e irá ser o centro das atenções da Feira Medieval que vai decorrer de 27 a 30 de junho. A Rainha fará a sua entrada em cena na sexta-feira, dia 28, e irá ser a figura principal desse dia em diante até ao encerramento da feira, no dia 30.

Contou a “O Almonda” que lhe foi proposto fazer o papel de rainha. Julgando ter percebido mal, até julgou que lhe estavam a perguntar se conhecia alguém que pudesse encarnar a personagem. Depois é que percebeu que o convite era endereçado a si. Pensou durante o fim-de-semana e, na segunda-feira, deu a resposta. Aceitou. Meteu-se numa aventura que lhe deu a oportunidade «de participar na festa medieval». Inicialmente não se apercebeu que iria assumir o papel principal, confessando, «nunca sonhei que iria ter tal destaque». Mas, por força das fotos que aparecem nos cartazes, onde o seu rosto não é muito visível – por opção da equipa de promoção – houve muita gente que nem se apercebeu que era ela quem surgia nas fotos. Conta que, um dia, junto a uma paragem onde estava um cartaz oficial da promoção da feira, algumas colegas conversavam ao seu lado sobre “Quem seria” a rainha. Era ela. Ali ao lado. E ninguém percebia.

Ser rainha por três dias «é uma grande responsabilidade», contou. Há por outro lado uma grande satisfação, estando absolutamente convencida que vai ser uma boa experiência, de que, por certo, não se irá esquecer nunca. Está preparada para enfrentar a multidão que se costuma juntar na feira, embora sinta algum «nervoso miudinho», pois nunca teve na sua vida uma experiência que se assemelhe. Até ao dia da grande estreia vai estudando o seu papel, procurando inteirar-se de todos os pormenores da sua personagem.

Em jeito de brincadeira lançámos-lhe um desafio: Se fosse mesmo rainha por três dias o que é que faria. A resposta não poderia ser mais elucidativa: «Fazia o mesmo que a Rainha D. Isabel. Dava aos pobres». E de pronto completou, «eu às vezes costumo dizer que se me saísse o Euromilhões que muita gente iria ficar bem. Portanto, se pudesse, era o que faria».

LML

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados