SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 19 Junho 2021, 20:20

“Os Camponeses” de Riachos ofereceram mais uma noite de folclore

O Parque 25 de Abril, em Riachos encheu-se para assistir a mais um Festival de Folclore organizado pelos “Camponeses” de Riachos.

Pelo palco passaram as danças, os cantares e os costumes de antigamente num espetáculo revestido diferentes tradições. Participaram neste festival o Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa, de Arganil, o Rancho Folclórico “As Mondadeiras”, de Casa Branca , Sousel, o Rancho Folclórico de Praias do Sado, de Setúbal, o Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo, de Viana do Castelo e o grupo anfitrião, o Rancho Folclórico “Os Camponeses” de Riachos.

A receção aos grupos aconteceu no final da tarde, no Museu de Agrícola de Riachos, altura em que foram dadas as boas vindas aos grupos que vieram participar no festival e foram trocadas lembranças.

Joaquim Santana, diretor e ensaiador do Rancho de Riachos desde a sua fundação, há 55 anos,  lamentou que não houvesse mais tempo para os grupos visitarem a “bonita vila de Riachos e os seus belíssimos campos agrícolas”. “Esta é uma vila muito grande, mas com poucos privilégios de vila”, acrescentou ainda”.

Joaquim Santana, acusou mais uma vez o peso e o cansaço de 55 anos à frente do grupo e disse que esta era a sua despedida.

“Já é tempo a mais… Cinquenta e cinco anos é uma vida inteira!” sublinhou, ao terminar, mas não antes sem deixar votos de uma boa estadia aos grupos convidados.

O presidente da Junta de Freguesia de Riachos, João Cardoso afirmou a importância da realização destes festivais de folclore que “divulgam a cultura de um, povo. O Governo esquece-se bastante ou nem sabe que estes grupos existem”, acusou o autarca.

Célia Ramos

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados