SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 19 Junho 2021, 17:02

Festival de Materiais Diversos – um desafio à crise

 

O Festival de Materiais Diversos avança para a terceira edição com espectáculos em Minde, Alcanena e Torres Novas, de 21 a 30 de Outubro. Tiago Guedes continua à frente da programação como director artístico e promete uma edição “com outra dimensão”. Com menos dias e menos espectáculos agendados este festival não deixa de ser um desafio à crise, reafirmando a frequência anual. “O Grito no Topo da Serra”, lema do Festival de Materiais Diversos, continua em 2011 e espera-se que se reafirme a qualidade da programação com o número de espectadores a aumentar. Recorde-se que na 1ª edição, em 2009, houve quatro mil espectadores, enquanto na 2ª edição, em 2010, o número cresceu para 4700.

 

Os “Materiais Diversos” iniciam no dia 21 de Outubro, com a dupla francesa Cecilia Bengolea & François Chaignaud a subir ao palco, sendo esta a única participação internacional da edição deste ano. Segundo Tiago Guedes este espectáculo é óptimo para iniciar o festival por ser uma “peça muito impressionante” e “reconhecida a nível internacional”. Destaque também para a estreia absoluta “Um Espanto / Não se Espera”, de Elizabete Francisca & Teresa Silva, no dia 27 de Outubro no Cine-Teatro São Pedro em Alcanena. A programação completa pode ser consultada no site do festival (materiaisdiversos.com).

 

João Rodrigues

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados