SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Quarta-feira, 16 Junho 2021, 23:42

Espaços verdes… amarelos, áridos e sujos

Alguns leitores de “O Almonda” tem vindo ao longo das últimas semanas a chamar a atenção para a situação do mau estado em que os chamados “espaços verdes” da cidade de Torres Novas se encontram. À vista de todos estão as situações que documentamos nas fotos. “Espaços Verdes” sem sistema de rega, por se encontrar avariado, como acontece na Andrade Corvo, onde o arvoredo que ainda resiste definha e morre a cada semana, zonas de jardim imundas, como acontece junto à rotunda da juventude, canaviais que crescem e infestam o rio Almonda, jardins que não vêem água, repuxo que ciclicamente está avariado e se vai estragando por não ter água, como acontece no Largo D. Diogo de Almeida. Um rol que parece não ter fim e que resulta da tempestade de circunstâncias que afetou o município de Torres Novas, como outros tantos no país. Pode-se adivinhar que A “Lei dos Compromissos” trouxe muitas restrições financeiras ao município, a que se acrescentou a necessidade de direccionar os recursos que sobraram para outras necessidades mais prementes. Mas certamente que haverá diferenças entre investimentos a fazer e a manutenção do que existe. É difícil entender como é que a relva se tornou amarela por falta de atenção e, em várias zonas, se passou de relvado a “ervado”.

E outras situações mais encontramos se dirigirmos um olhar mais atento ao estado dos “espaços verdes”. A rotunda da A23 recebeu a visita dos jardineiros esta semana, o que augura ser um bom sinal para que em breve se volte a cuidar da cidade, devolvendo-lhe alguma beleza e esplendor nos espaços públicos. Do município informaram que na próxima semana na Avenida Andrade Corvo começará uma intervenção com vista a recuperar os espaços ajardinados do separador central, reparando também o sistema de rega. De momento, explicou o vereador Luís Silva, o espaço é regado com o auxílio de um depósito de água. Compete à empresa “Ferrovial” a limpeza dos espaços verdes nos jardins. E na última segunda-feira, dia 3, foi lançado o concurso público internacional (como obriga a lei) para a manutenção dos espaços verdes, podendo ser a mesma empresa ou outra a vencer.

Luis Lopes

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados