SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 12 Junho 2021, 16:17

Câmara aprova medidas de contenção de custos com a EDP

Desde janeiro que a iluminação pública é paga ao mesmo preço que a iluminação doméstica. Essa alteração irá ter reflexos na fatura que a Câmara paga à EDP. Pedro Ferreira informou que desde 2010 que há uma preocupação em reduzir ao máximo a fatura com a eletrecidade, e que, paulatinamente, essa poupança até vinha a ser conseguida. Apresentou alguns dados, dizendo que em 2010 a despesa fora de 1 milhão 658 mil, em 2011 de 1 milhão e 616 mil e em 2012 de 1 milhão e 265 mil. Prevendo-se o disparar da fatura a Câmara vai dotar medidas que conduzam à poupança.

Pedro Ferreira explicou que os serviços têm intentado à eficiência energética, controlo, monitorização e optimização de facturação de energia eléctrica resultando em menores necessidades energéticas.

Pese embora os encargos totais com a energia eléctrica se encontrarem a decrescer, verdade é que os encargos com a Iluminação Pública têm vindo a contrariar esta trajectória. Registou-se em 2010 o valor total de 717.065,18€, em 2011 de 763.018,52€ e em 2012 de 785.453,09€.

Entre outras medidas a Câmara vai fomentar uma politica de iluminação eficiente adequada às vias e promoção, na medida do possível, procurando o equilíbrio entre iluminação e maximização da economia.

LML

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados