SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 19 Junho 2021, 17:03

Cabeça de Lista do CDS às Europeias em Torres Novas

 

Depois da passagem de Vital Moreira por Torres Novas, foi a vez do candidato pelo CDS-PP. Ainda em pré-campanha para as eleições europeias, a Escola Prática de Polícia foi o cenário escolhido pelo CDS para abordar o tema da segurança, no passado dia 19 de Maio. Acompanhado por Paulo Portas e pelo líder da distrital de Santarém, Herculano Gonçalves, Nuno Melo veio conhecer o espaço e o método de ensino aplicado aos novos elementos policiais, aproveitando para lançar duras críticas ao Governo pela sua política em matéria de segurança.

 

“Contestamos veementemente que, a dado momento, este Governo tenha congelado a admissão de novos polícias quando a criminalidade violenta já estava a aumentar. E fizeram mal as contas, porque congelaram novas admissões esquecendo-se das muitas aposentações que foram ocorrendo entre os agentes no activo. Foi um erro entretanto corrigido, mas um polícia não se forma de um dia para o outro. Tendo nós alertado para isso na altura, quisemos agora nesta visita reflectir tudo aquilo que durante 4 anos temos dito e proposto em matéria de polícia e segurança.”

 

A segurança, mas também o desemprego e o aproveitamento dos últimos fundos da União Europeia, são os principais temas eleitos por Nuno Melo como fundamentais para um bom trabalho neste mandato em Bruxelas. Contudo, no plano estritamente europeu, o candidato sublinha a necessidade de uma diferenciação entre os partidos quanto ao modelo de construção da União Europeia, entre outros temas hoje em discussão: “Como se sabe, o prof. Vital Moreira e o Dr. Paulo Rangel defendem o modelo Federalista, enquanto no CDS defendemos uma Europa de estados soberanos. Defendemos também a realização de referendos aos tratados, quando em causa esteja a transferência de parcelas de soberania ou a alteração de regras importantes no funcionamento da União Europeia. Por outro lado, temos reservas quanto à adesão da Turquia ou de outros países na UE”.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados