SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Quarta-feira, 23 Junho 2021, 02:48

Catarina Martins explicou Orçamento

A porta-voz do BE, Catarina Martins, esteve em Torres Novas, no domingo, dia 21, numa sessão pública de esclarecimento sobre o Orçamento de Estado (OE), que decorreu no auditório da Biblioteca Municipal.

Catarina Martins explicou por sua vez que houve o esforço para que se «reponha a justiça no esforço fiscal» e apresentou as medidas da Tarifa Social (da EDP – que foi aprovada na terça-feira, dia 23); do reforço do Complemento Social para Idosos; Do aumento de abono de família – medida que classificou como «imperiosa».

A “Tarifa Social”, explicou a porta-voz, irá afetar mais de um milhão de famílias, que vive com um rendimento inferior ou igual a 5080€ por ano. A lei até já existe, mas para ter acesso à tarifa é uma tarefa muito complicada. O BE veio propor que quem tivesse aquele rendimento que a tarifa lhe fosse atribuída automaticamente. A EDP é obrigada a ter uma verba cativa de 30 milhões de euros para a aplicação da tarifa, mas, caso não seja gasta, fica com ela, o que, «explica porque é que tem sido tão difícil conseguir que mais famílias tenham acesso à Tarifa Social», observou a dirigente do BE. A partir de agora a medida é automática, com a Segurança Social a comunicar à EDP quais as famílias que são abrangidas pela tarifa.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados