SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Quinta-feira, 17 Junho 2021, 01:24

Forte combate político na reunião da Assembleia Municipal

Na terça-feira, dia 25, teve lugar reunião da Assembleia Municipal, uma reunião marcadamente de combate político. Além dos diversos pontos da ordem do dia, foi aproveitado pelos eleitos para questionar o executivo camarário sobre o andamento, ou falta dele, de algumas obras, bem como para saber que novas há no campo da Saúde ou para alertar a Câmara de situações que carecem de atenção.

O tema da saúde foi o primeiro a ser abordado na reunião. Elisa da Bernarda (PSD) perguntou pelas conclusões da reunião que teria tido lugar, no dia 10 de Janeiro, entre o Centro Hospitalar do Médio Tejo e a Comunidade Intermunicipal, de que a Câmara de Torres Novas faz parte. José Luís Jacinto, da mesma bancada perguntou pelo estudo comparativo da gestão da Turrisespaços.

Manuel Ligeiro (CDU) questionou a Câmara sobre a marcação de uma sessão extraordinária dedicada ao tema da Saúde, alertando que há informações que dão conta do término dos transportes inter hospitalares, por «falta de passageiros»

Pedro Ferreira, o Presidente da Câmara, informou mais tarde que numa reunião entre a CIM e o Administrador do CHMT foi garantido que apesar de alguns rumores não iriam acontecer alterações nas urgências e nas valências dos hospitais do médio Tejo. É sabido que faltam médicos de família e que se está à procura de soluções. Trouxe a boa notícia de que foi providenciado um médico para Casais de Igreja, no norte do concelho, assim como a continuidade do desenvolvimento de esforços para que seja instalada em Torres Novas uma unidade de hemodinâmica no Hospital de Torres Novas.

LML

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados