SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sexta-feira, 25 Junho 2021, 01:01

As crianças de Torres Novas brincam na Praça

 

Foi com emoção e alegria que vi as crianças a correrem, a saltar, enfim, a brincarem na nossa querida e velha praça 5 de Outubro, agora vestida de noiva; um longo véu branco bordado a flores, vermelhas paira sobre ela, para encanto dos torrejanos.

 

São 18,30 horas. O povo vai chegando ansioso pela inauguração, que se fez no dia 2 de Julho, com a presença do secretário de Estado do Ordenamento do Território, João Ferrão.

 

Cem anos antes a Praça fora inaugurada pelo rei D. Manuel II, em 21 de Agosto de 1909.

 

E foi lindo! Estou com o povo, a minha máquina fotográfica pronta para perpetuar este acontecimento, pelo qual, há anos as gentes de Torres Novas ansiavam.

 

A alegria generalizou-se. Muitos sorrisos, palavras de bem-querer: – Olhem que linda! A nossa Praça é a mais querida do Mundo!

 

Sem carros as nossas crianças, quais duendes vestidos pela túnica da tarde, tinham nos olhos, finalmente, a oferta gentil de, em grandes correrias, se divertirem como só elas sabem, mas sempre olhados pelos pais, também eles deliciados por vê-los livres como andorinhas, voando como nos sonhos infantis. A Praça 5 de Outubro ali está, por amor, dando-se numa bandeja branca, azul e verde aos torrejanos que muito a amam mas, sempre, sempre, mirada pelo Castelo de Gil Paes. Um namoro histórico que ficará para a história.

 

No seu discurso António Rodrigues, presidente do município, com alegria no coração e nos olhos, falou aos torrejanos sobre a renovação da Praça, do trabalho incansável de todos os trabalhadores que, com o seu saber, suor, inteligência e empenhamento, tinham levado a cabo o sonho torrejano: a Praça, oferecendo-se vestida de rapariga, onde o dia e a noite são convites para o lazer da nossa gente, das nossas crianças e, dos muitos visitantes e turistas.

 

Seguiu-se a cerimónia religiosa. O Sr. Padre Carlos o fez alegremente. A bênção à Praça e ao povo espargida com água benta, foi um momento de silêncio e emoção.

 

A cerimónia chegara ao fim. Deram-se abraços, beijos, enfim, manifestações de regozijo pelo empenho do Município dar à nossa Praça a dignidade que merece.

 

Silenciosa a palmeira vestida de oiro, dona e senhora da Praça, deslumbrou pela beleza e dignidade iluminando os corações torrejanos.

 

Pela noite além, a nossa gente, encantada pelo esplendor das flores, luzes e o novo empedrado, sentaram-se nas magníficas esplanadas, conversando e bebericando.

 

Felizes, felizes, ficaram as crianças.

 

Ide crianças, brincai na vossa pracinha, ela sabe os vossos segredos! Sede felizes na Praça, abraçai a palmeira d’oiro, ela é vossa!

 

António Rodrigues, o amante mais amante de Torres Novas, estava felicíssimo. Deus lhe dê saúde para continuar na senda de tudo fazer, para que, Torres Novas continue a ser uma das Cidades mais promissoras do Distrito de Santarém.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados