SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sexta-feira, 25 Junho 2021, 08:43

A vida é algo que passa

Ao menos dirão. Ele viu muitas coisas: os cafés de Paris, o coliseu de Roma e as arenas de Espanha. O candomblé da Bahia, as nuvens de São Tomé, a solidão dos Açores. A grande praça de Bruxelas. As avenidas de Londres e as madrugadas de Belo Horizonte, Lisboa e Amsterdão.

O porto do Porto. O caminho de Santiago. A catedral de Antuérpia. A Universidade de Leuven. Em Fátima a falar para mil portugueses, em Salamanca para académicos espanhóis. Um céu de enxofre sobre Munique, a faina púrpura do Japão, a dança da chuva na Amazónia, os alpes suíços, os fantasmas da Meia Via, a noite em Damão.

O planalto central. A mina de sal de Wieliczka. Os sinos de Bonshõ. As ruínas de Machu Picchu. O mercado de Marrakech. A Câmara de Bordeaux. Por amor, a praia de Itapuã, o Cabo Verde, os Andes, a linha do Equador.

Um tango em Buenos Aires. As favelas do Rio. Os arranha-céus de São Paulo. O mosteiro templário de Tomar. As colinas de Golã. Um luar laranja sobre Confins. O sol a nascer no deserto da Jordânia. A baía de Guanabara, a noite clara do sertão, as muralhas de Marvão.

A ópera italiana, o balé de Pequim, o carnaval da Toscana. O busto de Sócrates e o elmo de Alexandre. O Palatino. A estátua de Bruno no Campo das Flores e no Entroncamento, um acampamento Cigano. A basílica de São Pedro, as lunetas de Galileu, o museu do Vaticano.

A tumba de São Jerónimo em Bethlehem. O templo de Diana em Mérida. O Real em Madrid.
A passadeira da Abbey Road dos Beatles. O muro de Berlim. A biblioteca de Sorbonne. Os restaurantes de Montorgueil. As pedras da Judeia. O mar da Galileia.

Uberlândia, Fortaleza, Vitória, Belém. Coruña, Sevilha, Finis terra, Huelva. Coimbra, Aveiro, Évora, Santarém, Dolabela, Montes Claros, Torres Novas, Jerusalém… Todos os sítios onde morei, todas as línguas que falei e outras tantas que calei só provam que a vida não se tem, nem se perde… a vida é algo que passa.

Durval Baranowske

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados