SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 19 Junho 2021, 07:13

“Os Ceifeiros” de Liteiros celebraram 26.º aniversário

O Rancho Folclórico Recreativo “Os Ceifeiros” de Liteiros comemoraram no dia 18 de novembro, o seu 26.º aniversário e fizeram a festa de anos no sábado, dia 22 de novembro, na presença de muitos amigos e da comunidade de Liteiros que também marcou presença.

No final de tarde deste dia, já com a sala de visitas do Centro Social Cultural e Recreativo de Liteiros composta, deu-se início à sessão solene deste aniversário que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Torres Novas, Pedro Ferreira, que se fez acompanhar pela Vereadora da Cultura Elvira Sequeira. Marcaram ainda presença Pedro Morte, presidente da União de Freguesias de Santa Maria, Salvador e Santiago e de José Velho, em representação da UCATN.

Luís Filipe Santos, diretor do Rancho aniversariante, começou por chamar individualmente e pelo nome cada elemento do grupo folclórico, apresentando-os ao público presente, assim como ao seu traje, de trabalho ou domingueiro.

De salientar que os “Ceifeiros” têm atualmente 45 elementos (dos 15 aos 74 anos) no grupo adulto e 22 elementos na escolinha de Folclore (dos 5 aos 16 anos).

Em seguida deu as boas vindas a todos e agradeceu a sua presença. Sem esquecer os que mais deram ao longo dos anos para este grupo, Luís Filipe Santos presenteou cada um dos elementos do Rancho, assim como as entidades oficiais e os Ranchos convidados, com uma bilha de água, em barro, em ponto pequeno. Um objeto tantas vezes usado pelos homens e mulheres que trabalhavam no campo de sol a sol e assim matavam a sede. Quer a Câmara Municipal, quer a União de Freguesias retribuíram com troca de lembranças.

Pedro Morte desejou um “futuro glorioso” ao Rancho anfitrião e disponibilizou o “apoio possível por parte da União de Freguesias” para com este grupo, salientando ainda que não “podemos deixar morrer esta atividade”.

Por seu lado, Pedro Ferreira afirmou que esta é uma “coletividade que tem demonstrado um profissionalismo enorme, e tem assim dignificado enormemente o concelho de Torres Novas”.

O autarca salientou ainda a importância da “Escolinha de Folclore, onde se vai mostrando o Portugal de antigamente”.

Foi então servido o jantar, que já se faziam horas e logo em seguida teve lugar o primeiro Encontro de Folclore Infanto-Juvenil, onde os mais pequenos mostraram o que valem.

Participou neste encontro para além da Escolinha de Folclore do Rancho Folclórico Recreativo “Os Ceifeiros”, o Rancho Folclórico Infantil de Montargil e o Grupo Folclórico Infantil “Os Pescadores de Tancos.

A Escolinha de Folclore dos “Ceifeiros” de Liteiros atuou em primeiro lugar com a apresentação da reconstituição das brincadeiras, jogos tradicionais e das modas de roda.

A dança ex-libris do Ribatejo, “o Fandango” não podia faltar, “foi extremamente bem executado”, nas palavras de quem sabe, tecnicamente pelos bailadores Rafael Marques e Rúben Lopes, que arrancaram do público presente muitas palmas e palavras de elogio. Dançaram também o fandango, o pequenito Leonardo Rodrigues de 5 anos e o Tomás Marques de 13 anos, exemplificando-se assim, uma das tarefas da Escolinha, e respeitando-se o lema popular “ de pequenino é que se torce o pepino”.

Célia Ramos

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados