SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Terça-feira, 22 Junho 2021, 22:08

A pandilha dos loucos presidentes

Neste estranho planeta, existem sem sombra de dúvida, várias crescentes pandilhas de loucos chefes de estado, que têm vindo a proliferar nos últimos tempos. Todos enfiados num saco, venha o senhor satanás e escolha, mas faça uma boa escolha. Assim e após remexerem-se as bolas ensacadas, eis que hoje surge um esférico com o nome de um Filipino, que se chama Rodrigo Duterte. Este mesmo Chefe de Estado abriu a sua bocarra recentemente e disse: Vou oferecer recompensas de 500 dólares, a quem matar um rebelde comunista do chamado novo exército do povo. Subiu-lhe a loucura à cabeça. E o presidente Duterte, há dias pediu aos soldados das suas forças armadas, para atirarem, a mulheres guerrilheiras comunistas, fazendo como alvo os seus órgãos genitais. O periódico espanhol “El Pais” noticiou que há pouco tempo teriam sido cometidos ilegais homicídios, sem qualquer juízo contra gente ligada a drogas, cifrando-se o número de mortos em mais de 7 mil. Obviamente que o problema da droga, tem de ser grandemente penalizado, mas matar sem rei nem roque, é um crime hediondo, deveras atentatório aos mais elementares direitos humanos. O dito supremo magistrado Filipino não é nada meigo, independentemente de concentrar em si todos os poderes. Por vezes fico atónico, sobre como pode aumentar de forma assustadora o Mal neste planeta, onde habitam todos os humanos que Deus criou. Mas se as pandilhas aumentarem, então é que vão ser elas e a humanidade ir-se-á confrontar com altos poderes, que já atuam de forma indiscriminada, nos mais variados setores da nossa vida quotidiana.Neste estranho planeta, existem sem sombra de dúvida, várias crescentes pandilhas de loucos chefes de estado, que têm vindo a proliferar nos últimos tempos. Todos enfiados num saco, venha o senhor satanás e escolha, mas faça uma boa escolha. Assim e após remexerem-se as bolas ensacadas, eis que hoje surge um esférico com o nome de um Filipino, que se chama Rodrigo Duterte. Este mesmo Chefe de Estado abriu a sua bocarra recentemente e disse: Vou oferecer recompensas de 500 dólares, a quem matar um rebelde comunista do chamado novo exército do povo. Subiu-lhe a loucura à cabeça. E o presidente Duterte, há dias pediu aos soldados das suas forças armadas, para atirarem, a mulheres guerrilheiras comunistas, fazendo como alvo os seus órgãos genitais. O periódico espanhol “El Pais” noticiou que há pouco tempo teriam sido cometidos ilegais homicídios, sem qualquer juízo contra gente ligada a drogas, cifrando-se o número de mortos em mais de 7 mil. Obviamente que o problema da droga, tem de ser grandemente penalizado, mas matar sem rei nem roque, é um crime hediondo, deveras atentatório aos mais elementares direitos humanos. O dito supremo magistrado Filipino não é nada meigo, independentemente de concentrar em si todos os poderes. Por vezes fico atónico, sobre como pode aumentar de forma assustadora o Mal neste planeta, onde habitam todos os humanos que Deus criou. Mas se as pandilhas aumentarem, então é que vão ser elas e a humanidade ir-se-á confrontar com altos poderes, que já atuam de forma indiscriminada, nos mais variados setores da nossa vida quotidiana.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados