SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Quarta-feira, 23 Junho 2021, 16:33

A Inauguração do Cine-Teatro Virgínia no Boletim da U. G. dos Espectáculos (2)

Em Março de 1956, o “Boletim da União de Grémios dos Espectáculos” informava, numa das suas páginas, os excelentes progressos havidos na construção da moderna sala de cinema torrejana:

“ Cine Teatro Virgínia (Torres Novas) – Continuam em bom ritmo os trabalhos de construção deste novo edifício, cuja lotação será cerca de 1.000 espectadores [a vistoria, mais à frente citada, determinaria que a lotação fosse de 950 lugares: 163 para a 2ª plateia, 363 para a 1ª plateia, 248 para o primeiro balcão e 176 para o 2º balcão] distribuídos por espaçosa plateia e 1º e 2º balcões. A boca de palco terá a largura de 18 metros. A inauguração está prevista para o fim do ano” (“Boletim da União de Grémios dos Espectáculos”, Ano IV, nº 27, Março de 1966, Sociedade Industrial Gráfica, Lisboa, pág. 14).

A abertura da nova sala era bastante desejada pelos cinéfilos torrejanos. Ansiosos por verem os seus filmes e actores preferidos com o recurso às modernas tecnologias de projecção. E em óptimas condições de conforto e segurança.

Na sessão de 31 de Julho de 1956, era apresentada pelo presidente uma importante minuta destinada aos sócios do Montepio. Nela constava os dados sobre a “ inauguração do novo edifício do Cine-Teatro Virgínia, cuja exploração [fora] entregue a uma Empresa composta por sócios do Montepio, com o fim de o entregarem à Associação, depois de completamente pago (…). Na mesma circular [pedia-se a colaboração de todos os sócios, no sentido de darem a sua ajuda em obter novos associados, [a fim de melhorar] a situação financeira do Montepio” (SANTOS, A. Mário Lopes; op. cit., págs. 572-573).

Na sessão de 28 de Setembro eram ultimadas algumas prorrogativas financeiras a propósito do novo Teatro. A 24 de Outubro o presidente dava a conhecer aos presentes o dia da sua inauguração – 27 de Outubro. O destacado representante do Montepio ficaria “responsabilizado para junto da empresa do Cine-Teatro, organizar uma matinée de cinema no dia 1 de Novembro, com o fim de convidar os sócios a visitar o edifício”. Em que seria feita “uma homenagem à Empresa, descerrando uma fotografia da mesma e a homenagem também aos capitalistas que com o seu aval garantiram o financiamento, [tornando] possível um velho sonho de todos os sócios e dos torrejanos em geral. Na mesma sessão ficou assente descerrar uma lápide no átrio com o nome dos avalistas da empresa” (SANTOS, A. Mário Lopes; op. cit., pág. 573).

Antes da esperada inauguração os peritos do Conselho Técnico da Inspecção dos Espectáculos, coronel de artilharia, Óscar de Freitas, na qualidade de Inspector Chefe dos Espectáculos; tenente-coronel de engenharia, Luiz Ribeiro Viana, Inspector Electrotécnico; Aníbal Maria Fernandes, vogais do Conselho Técnico de Inspecção dos Espectáculos; Doutor Sebastião Dantas de Sousa e Baracho ( ligado a uma ilustre família torrejana), Delegado Concelhio de Inspecção dos Espectáculos; capitão António César de Oliveira, Comandante dos Bombeiros Voluntários de Torres Novas e João Ferreira Julião, sub-delegado Concelhio da Inspecção dos Espectáculos (na qualidade de secretário da comissão); procederem à vistoria das instalações do Virgínia. Tendo a equipa de técnicos feito alguns reparos em termos de condições de higiene, segurança e comodidade (deu-se o caso caricato de as instalações não terem os dísticos nas casas de banho respeitantes a cada um dos sexos). Mas nada que pusesse em causa a cerimónia que iria decorrer nesse dia. A notícia sobre o importante acontecimento teve honras de primeira página na imprensa local. (“ O Almonda”, nº 1946, de 27 de Outubro de 1956, pág. 1).

(Continua)

Nota: No terceiro parágrafo da primeira parte do artigo, onde se lê: “27 de Outubro de 1957, deve ler-se 27 de Outubro de 1956. As nossas humildes desculpas por esta pequena desatenção.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados