SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 12 Junho 2021, 13:26

Apontar é feio

 

O dedo é uma arma letal, pois é com o dedo que acusamos o inocentes, insultamos os nossos vizinhos, arruinamos a vida a outros e é com o dedo que convencemos os outros a apontar.

 

Oiço pessoas a difamar que “ a culpa do país estar assim é do…”. Quando pergunto a essas pessoa qual a razão disso, estas ficam sem palavras inventando desculpas de que é a sua opinião em relação ao que viu nas noticias e, honestamente, fico triste em saber, que mais pessoas se estão a deixar iludir, mais pessoas apontam o dedo a quem deu cara só porque outros também o fizeram, esquecendo-se que ele é só uma marioneta.

 

Será que nunca ocorreu a ninguém que nós só vemos aquilo que lhes convém?

           

São dadas noticias de grandes dilúvios, de homicidas aterrorizantes, de monstros que andam no mundo para não repararmos nas cordas, porque aqueles que as controlam são realmente os verdadeiros monstros, esses sim são os verdadeiros assassinos e eles são a maior desastre natural que o pais enfrentou, foram eles que nos fizeram acreditar em mentiras e foram eles que nos enganaram.

 

(In)felizmente temos pinóquios, cujo único desejo é se livrarem das cordas, e para isso contrariam o mestre e lhe respondem mal. Mas a marioneta geralmente é crucificada, tal e qual como o representante da FMI que apesar de serem apresentadas poucas provas a sociedade todos nós temos o dedo apontado e prontos a gritar “Violador!!”. É verdade que esta entidade gosta de fazer tudo o que quer com um país, mas peço a todos que racionalizem só um pouco e pensem “ será que ele é o verdadeiro culpado ou estarão a controlar outras marionetas para destruir a vida e a sua credibilidade?”. Sejamos francos. Ele nunca mais terá uma carreira politica por causa disto ou até mesmo uma social, porque ele irá andar pelas ruas com dedos apontados à cara e quem sabe se também não levará com um tomate ou dois? E isto tudo porque talvez tenha dito não a alguém que não devia.

 

Isto é a realidade. Nós estamos a nos deixar enganar, controlam-nos para que apontemos o dedo aos outros, para não apontarmos a eles, mas talvez nem a eles devêssemos apontar. Devíamos apontar a nós próprios… porque a culpa é unicamente nossa, fomos nós que deixamos eles nos porem as cordas, fomos nós que deixamos o país ir abaixo e fomos nós que marginalizamos alguém que tentou pensar por si próprio.

 

 A realidade, senhoras e senhores, é que a culpa é nossa

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados