SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Quinta-feira, 17 Junho 2021, 01:21

A beatificação de Álvaro del Portillo – 27 de Setembro

Álvaro del Portillo nasceu em Madrid a 11 de Março de 1914. Engenheiro, doutorado na área humanística e posteriormente em Direito Canónico, foi ordenado sacerdote em 1944 em Madrid. A residir em Roma desde 1946, foi o colaborador mais directo de S. Josemaria Escrivá, Fundador do Opus Dei.

Trabalhou no Concílio Vaticano II, primeiro como presidente da Comissão ante-preparatória para os Leigos e depois como secretário da Comissão para a Disciplina do Clero e como consultor de outras Comissões. Foi membro da Comissão de Revisão do Código de Direito Canónico que se encontra em vigor, promulgado por João Paulo II.

O Papa João Paulo II ao erigir o Opus Dei em Prelatura Pessoal, em 28 de Novembro de 1982, nomeou-o Prelado e, em 6 de Janeiro de 1991, ordenou-o bispo. Escolheu como lema do seu escudo episcopal: Regnare Christum volumus!. Não pensava em si mas em servir à Igreja: “único motivo da nossa existência e da existência da nossa Prelatura”, repetia.

Faleceu no dia 23 de Março de 1994, poucas horas depois de regressar de uma peregrinação à Terra Santa. Neste mesmo dia João Paulo II foi rezar junto de seus restos mortais. Encontra-se sepultado na Cripta da Igreja de Santa Maria da Paz, na sede central do Opus Dei em Roma. João Paulo II, por ocasião do seu falecimento, mandou um telegrama, onde referia: “Foi um exemplo de fortaleza, de confiança na providência divina e de fidelidade ao Papa”.

No dia 5 de Março de 2004, o então Cardeal Vigário da Diocese de Roma Camillo Ruini, presidiu a sessão de abertura do tribunal do Vicariato de Roma encarregado da causa de canonização de D. Álvaro del Portillo. No dia 20 de Março do mesmo ano, teve lugar a sessão de abertura do tribunal da Prelatura do Opus Dei que tem por missão a fase instrutória do processo de canonização.

No dia 28 de Junho de 2012, o Vaticano anunciou que lhe tinham sido reconhecidas virtudes heróicas, um passo importante para uma eventual beatificação. Até agora, D. Álvaro del Portillo foi denominado “Venerável Servo de Deus”.

Em 5 de Julho de 2013 a Santa Sé, através de um decreto do Papa Francisco reconheceu oficialmente um milagre atribuído à sua intercessão –  a cura de um menino chileno chamado José Ignacio Ureta Wilson, após uma paragem cardíaca de mais de meia hora, no dia 2 de Agosto de 2003.

A Santa Sé marcou para amanhã, 27 de Setembro, a sua beatificação. A cerimónia terá lugar em Madrid, terra natal deste Bispo, que agora a Igreja apresenta como modelo aos fiéis, e será presidida pelo prefeito da Congregação das Causas dos Santos, o cardeal Ângelo Amato.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados