SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Quarta-feira, 23 Junho 2021, 15:29

Anónimos

A noite era de festa, de convívio. Muitas pessoas aderiram ao evento que se anunciou durante uns dias. Ajudar, salvar alguém que faz parte do quotidiano das gentes duma cidade plantada à beira rio. Inédita ideia, bonito gesto.

Após um maravilhoso jantar, no palco já se afinavam os motores musicais, as goelas refrescadas de vinho e demais paladares, quando do nada, surge um corpo caído. Quem é? Como aconteceu? Com quem veio?

Perguntas sem respostas, uma mão tensa, rija e desmaiados estavam os olhos. Espasmos, uma colher para a língua não enrolar e uma voz que se diz sabedora de diploma médico ouve-se. Não é necessário chamar o carro amarelo que apita desalmado por onde passa. Mas o corpo continua sem se mexer, sem que se ouça um gemido. Não se pode pensar em esperar a sua reacção. O número mágico surge no visor do telemóvel. Um diálogo persistente incendeia os nervos do outro lado do auscultador.

Pormenores que se desconhecem, tentam-se minimizar. O burburinho é grave, dizem, opinam. A pressão é grande. A carrinha amarela chega, depressa.

Quem vai acompanhar o corpo que ainda adormecido precisa de partir para o hospital?

Um músico amigo deixa o microfone e corre. Outros dois anónimos também foram.

Eis chegados ao hospital que com as novas leis da saúde estava mais calmo. No entanto é de realçar a simpatia, acolhimento e profissionalismo de todos os que estavam nessa noite ao serviço.

Na rua ao frio do inverno, dedos ávidos iniciaram a busca aos números que estavam no telefone. Finalmente há resposta afirmativa do outro lado. Dá-se a notícia menos boa. Vem a família, recolhe-se informações. Transferida para outro hospital fazer os exames que ali já não se fazem. Acordou a anónima que desmaiou, estabilizou e foi embora.

A esta anónima que felizmente foi “sequestrada” por pessoas anónimas, que deixaram os risos, a dança e tudo o mais, desejam que recupere bem e que se preocupe mais com a sua saúde e bem- estar.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados