SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Terça-feira, 22 Junho 2021, 20:25

Descobrir, explorar, mergulhar

Cada vez que passo pelo Moinho da Cova entristece-me ver aquele espaço entregue às urtigas. No sábado fui por curiosidade ver uma atividade criada pelo Projeto Rios. Este projeto é um núcleo da Associação de Defesa do Património de Torres Novas (ADPTN). É gratificante sa- ber que há pessoas que se preo- cupam com o nosso rio Almon- da. Naquela manhã as crianças calçaram galochas e foram água dentro procurar ”coisinhas” que fazem parte do rio. Vi em cada rostinho traquina uma alegria imensa de puderem participar. Os adultos mediram a quantidade de poluentes no interior do corpo do rio naquela zona. A água estava baça e mal se via o fundo em alguns sítios. Também havia lixo, que foi apanhado pelo grupo. Antes de me vir embora encontrei uma família que estendeu as toalhas entre as ervas. Aproximei-me deles e informei-os que a água estava imprópria para banhos. No campo em volta deste espa- ço, mais mãos enluvadas encheram os sacos de lixo. O calor começou a sufocar-me, despedi-me e fui embora. Ainda encontrei um forno comunitário abandonado, mas muito interessante. Hoje o inferno começou com um calor rude e cruel. Pergunto-me o que mais falta à Autarquia para descobrir a beleza natural que a cidade e o concelho tem, onde podíamos usufruir de não uma, mas de algumas praias fluviais e assim a população optava por ficar por cá. Se não se descobre nada temos de ir mergulhar para outras paragens. Vejam o exemplo do concelho de Vila do Rei que em cada pedacinho de água criaram uma praia fluvial. E nós por cá resta-nos tomar um banho de mangueira no nosso quintal.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados