SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Quarta-feira, 16 Junho 2021, 02:41

A lutadora das causas justas

A história que vos vou contar é simples, honesta e pequena. Há uns anos nasceu uma menina que brincava numa mina abandonada; que subia às árvores; que mergulhava no labirinto do campo. Essa menina estudou num colégio de freiras onde havia disciplina, solidariedade, egoísmo, snobismo, amizade, alegria e esperança. Foi crescendo e desenvolvendo a sua maneira de estar no mundo, de encarar a realidade tal como ela era. Sofreu, bateu, caiu, levantou-se. Mas nunca baixou a cabeça perante os po
derosos. A submissão nunca fez parte do seu dicionário. Viu, observou e um dia vomitou tudo num papel que ficou colorido de palavras sinceras e nunca inventadas. Palavras duras, fazem parte pois ela não é falsa. Não regista apenas momentos idílicos na sua máquina digital e partilha-os. Ela nunca dorme. Regista paisagens absurdas duma cidade subnutrida de limpeza e afins. Ela não usa salto alto, nem vestidos longos mas sabe comportar-se em todos os lugares. Ela é uma espécie de calcanhar de Aquiles nos sapatos de al
guns, porque ao lerem as suas crónicas ficam incomodados. Mas ela não consegue fechar os olhos perante a hipocrisia, a espera, a tempestade. Ela não vai ceder. Afinal o 25 de Abril acabou com a censura. Ela é um ser livre. Não gosta de prisões de pensamento, de ocultação de diálogos. Ela é frontal. Ela erra, mas quando erra pede desculpa. Não vira as costas, não foge mesmo que a ignorem. Felizmente continua cá a viver e quer queiram quer não será sempre uma lutadora pelas causas justas.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados