SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sexta-feira, 25 Junho 2021, 08:31

Um espaço poético

Há duas semanas o nosso amigo senhor Canais Rocha na sua Crónica do Quotidiano recordou alguns escritores torrejanos que escrevem em prosa ou poesia. Felizmente por cá há pessoas com alma na ponta da caneta que nos presenteia com frases transformadas em contos e poemas.

Escrever é isso mesmo transpor para o exterior os nossos sentimentos, as nossas vivências, as nossas dores e alegrias. Escrever é criar um ser sem vida. É dar voz a uma pedra da calçada e voar por caminhos infinitos. O escritor é um ser criativo, sempre com vontade de ir mais longe.

Ficamos contentes por o nosso trabalho ser reconhecido e lido por todo o mundo. Para que tal aconteça os meios de comunicação são essenciais. A Internet, a rádio, o jornal. Foco-me no jornal, neste caso o semanário Almonda. Recordo-me de em 1989 o meu professor de Língua Portuguesa me pedir um poema para levar para o jornal. Lembro-me como se fosse hoje que o meu primeiro poema se chamava “Uma mãe estendida” e foi publicado neste jornal no Natal de 1989. A partir dessa data nunca mais parei de escrever, de participar em concursos literários, ao que ganhei prémios.

Com o passar dos anos comecei a escrever artigos de opinião, mas de vez em quando enviava um poema.

Infelizmente houve mudanças de direção e a poesia foi retirada. Em conversa com outros poetas, tivemos de colocar a nossa poesia em prosa para puder ser publicada. Penso que um gosto pessoal não pode interferir no gosto geral. Um jornal local tem de dar voz aos poetas, sejam eles poemas mais pobres ou mais sofisticados. E no estatuto do jornal há uma cláusula que diz mais ou menos assim: “o jornal está aberto a todo o tipo de texto quer literário quer em prosa.”

Por isso dou as boas vindas ao novo diretor Senhor padre Luciano Oliveira e pedir-lhe encarecidamente que abra o jornal de novo aos poetas. Sugeria meia página por semana se for possível. Caso não seja que se espalhem poemas pelo jornal. Tenho esperança que este pedido se realize, pois com força de vontade tudo se arranja.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados