SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sexta-feira, 25 Junho 2021, 09:09

Uma mulher inspirada

Há momentos na nossa vida que nos fazem pensar o porquê e como nos entregamos a elas. Vivemos com emoção o presente, fugindo ao que vem do exterior. Pegamo-nos avidamente ao desejo de ser mais do que podemos. Não interessa nada, apenas vivemos na cegueira do que as nossas mentes iludidas nos dizem. Somos predadores dum amor insensível, mas continuamos a afirmar que esse amor é o máximo. Vivemos a magia a cada segundo, mesmo sabendo no nosso interior que tudo não passa duma encenação. Somos o raio dum palco de madeira podre que teima em ficar, mesmo que a porta do teatro já esteja encerrada há muito.

Somos essas mulheres que acreditam que também podem ser amadas, mesmo sendo um amor de mentira. Somos essas mulheres que sorriem, mas choram ao adormecer.

Somos essas mulheres corajosas que correm velozmente rua fora. Trabalhando nos seus empregos, lutando por um futuro melhor. Somos guerreiras, mães, esposas e amantes.

De repente tudo se afunda. Mergulhamos no abismo da realidade que nos fere a alma e desgasta a pele. Os ossos revestem a nossa pele. Paramos no tempo e fechamos a cortina da nossa alegria.

Levam-nos pela mão e na mão somos picadas, mas o sangue não sai. Somos gente abandonada pelo amor traiçoeiro.

Entre um soro calmante e um dormitar leve viajamos pelo além das nossas forças. Não sofremos o som dos pontapés, das estaladas, no nosso corpo. No entanto sofremos a dor psicológica de sermos ridicularizadas por quem sempre apoiamos. Somos gente mas sentimo-nos como um saco de asneiras vindas da boca de outros. Ouvimos esse chorrilho de palavras horríveis que nos despem friamente.

A batalha chegou ao fim. Temos de lutar e não podemos voltar atrás perante um pedido falso de desculpa. Temos de seguir em frente, sozinhas ou acompanhadas daqueles que nos querem bem. Que zelam por nós, que nos abraçam, não querendo nada em troca. São com estas pessoas que temos de caminhar para um dia voltarmos a ter confiança e acreditar na mulher forte e corajosa que continuamos a ser.

Para todas as mulheres um abraço.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados