SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 12 Junho 2021, 15:50

São Pedro meu rico santo

Numa tarde de domingo, com um sol entre cortado de nuvens viveu-se o dia de São Pedro em Porto de Mós. Assistimos a uma missa campal em pleno jardim daquela vila. Seguiu-se a procissão plena de reflexão e emoção sob o olhar do castelo S. Pedro meu rico santo.

Mais tarde vieram as marchas com as suas canções dedilhadas em vozes sonantes. Foi bonito de ver a marcha do Coro Gaudia Vitae de Mira de Aire com os seus cinquenta e um elementos trajados com fatos maravilhosamente bem-feitos, pelas mãos da costureira criativa Dona Piedade. Valeu a pena o esforço; as horas de ensaio; a vontade de participar naquele evento. É sempre gratificante puder observar e ver de perto o trabalho, a dedicação e o orgulho que todos ostentam. É caso para dizer que quando queremos muito uma coisa, temos de nos unir para apresentar um bom resultado.

Com o sol a esconder-se e os estômagos a tremerem de fome nada melhor que procurar uma mesa nas várias tasquinhas ali existentes. Após uma longa hora de espera lá nos sentamos a petiscar umas iguarias. Para finalizar corremos para a fila do café das “velhas” e as filhoses, que em Porto de Mós se servem grandes e redondas, estavam uma verdadeira delícia.

Deixamos os carroceis brilhantes; os gritinhos das jovens aos solavancos; o cheiro a porco no espeto; as barraquinhas de artesanato e agradecemos ao rico São Pedro que foi muito generoso, pois não verteu uma única lágrima de chuva durante todo o tempo que lá estivemos.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados