SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 12 Junho 2021, 19:35

Todos os rios entram no mar e ele não transborda

Um destes dias a seguir à primeira ponte que passo quando desço à cidade, para o mercado… Uma senhora simpática, nem alta nem baixa, algumas cegonhas no rosto, olhos vivos. Entabulamos conversa! Venha ver o rio: diga-me lá o que pensa? Que quer que lhe diga é vergonhoso! Mas o que a aflige mais? A sujidade! O rio corre lá bem em baixo apertado pelas margens, à ponte chegam apenas as copas mais altas, de folhas lanceoladas de bordo serrado e os amentilhos amareladas e felpudas como a cauda da raposa, quando os salgueiros estão em flor. Um tronco grosso atravessa o rio e serve de represa a toda a casta de plásticos e a água, à superfície, parece ter lia, que não afunda, como o azeite. Dali prá frente, até ao Moinho da Cova, não se vê o leito, completamento escondido pelas ramagens, como na selva.
Deviam limpar isto! É esta uma das entradas da cidade? A montante a margem esquerda, sem árvores tinha canas. Foram todas cortadas e agora a ribanceira, alta e abrupta, está despida. Pergunto: quem acha que devia limpar isto? A Câmara! Fazer o quê? Cortar os ramos e deixar a água correr livremente. São os ramos que a incomodam mais? A mim é o lixo, todas essas embalagens vazias, de muitas formas e cores! Se não estivessem aí os ramos a água levava o lixo. É verdade, porventura a Câmara devia cortar os ramos e assim o lixo que vem vindo do mercado descia pelo rio, até ao mar. Não são os ramos que me incomodam, o que me enfurece, de cada vez que aqui passo, é ver como somos capazes de conspurcar tudo, como se não houvesse remédio, com um material que se usa uma vez e se deita fora, para ficar para sempre na natureza como uma maldição em todos os rios que entram no mar que transborda já, pelas praias, de plásticos.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados