SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 19 Junho 2021, 06:59

Eu, como leitor, aqui estou

Aqui estou eu com a tarefa de receber sugestões, críticas, da parte dos nossos leitores e também com a incumbência de lançar um olhar crítico sobre O Almonda. E começo por dizer, sem louvaminhas, que deixo um juízo muito positivo sobre o último número do nosso jornal. O texto referente ao debate autárquico está equilibradamente distribuído pelos candidatos e reflecte o essencial do que foi apresentado por cada um na Biblioteca Municipal em vésperas das eleições autárquicas e é bem ilustrado com fotografias. Foi um encontro que decorreu com cordialidade. Louvo as páginas dedicadas ao desporto sobretudo porque ali se mostra que O Almonda não está centrado no futebol mas traz à ribalta outros desportos ignorados por muitos órgãos de comunicação, nomeadamente as televisões; louvo a frontalidade e pedagogia das palavras de Ana Correia. Continuo a ouvir da parte dos nossos leitores que o jornal dá pouco espaço às nossas aldeias. Com efeito, elas aparecem esporadicamente referidas e por uma ou outra circunstância local de maior relevo. Não seria possível, cada semana, dedicar um espaço mais alargado, a uma aldeia, rotativamente, que fosse mais além na referência à vida colectiva, nomeadamente, cultura, desporto, carências e aspirações locais? Assinalo a notícia da última página em que se refere Mais um atentado ao rio Almonda. Nunca é de mais lutar contra esta ferida que dói, tão fundamente, no espaço de Torres Novas. Esperamos que o poder autárquico e as entidades policiais zelem, como lhes compete, pela saúde de todos nós. O rio Almonda, veia de vida e de beleza que herdámos da natureza e dos nossos antepassados, há muitas e muitas décadas que anda a ser conspurcado por alguém, contínua e impunemente. Que ao jornal não falte espaço, que aos jornalistas não doa a pena para trazerem à tona esta ferida que dói e nos envergonha. E infelizmente não é só o rio Almonda e a ribeira da Boa Água que nos perturbam o ambiente com a sua poluição. Enfim, como escreve Canais Rocha no último número do jornal, os leitores vão-se habituando ao novo modelo de O Almonda e estranham menos certas inovações. Que estas continuem a responder com qualidade e oportunidade às críticas que vão aparecendo.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados