SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 19 Junho 2021, 20:39

O Desporto e o Turismo

 

A cidade do Almonda poderá ser no futuro a Veneza do Ribatejo, se porventura existir uma preocupação nesse sentido por parte dos Responsáveis do Turismo da Câmara Municipal. E não fomos nós que criámos esta ideia, mas sim os turistas e os pescadores que têm passado, ao longo dos anos, por Torres Novas e com quem falámos.

 

Desde os célebres concursos internacionais de pesca desportiva, que tiveram projecção nacional e internacional, que temos acompanhado os concursos de pesca desportiva. Essa oportunidade proporcionou-nos conhecer muita gente – infelizmente muitos já partiram e alguns eram mesmo amigos – que sempre nos falou da riqueza de ter um rio a atravessar a cidade. Depois surgiu a poluição que quase ia dando cabo do rio Almonda, mas a pressão popular conseguiu, com o apoio da Câmara, salvar o rio Almonda, da sua morte lenta, sem vida. E apesar da poluição ainda ser um fantasma que de vez em quando aparece, a melhoria do rio dentro da cidade, permitiu que a vida piscícola voltasse ao rio e por arrastamento os concursos de pesca que ali começaram a realizar-se e a trazer de novo o rio Almonda para a ribalta.

 

Surgiram depois pessoas interessadas em defender o rio e assim surgiu os «Amigos do Rio Almonda», que dentro das suas possibilidades têm apoiado os concursos de pesca que ali realizam como também criaram o seu concurso, como homenagem aos antigos concursos de pesca no rio Almonda. Por outro lado têm feito repovoamento do rio, com novas espécies, enriquecendo o rio com milhares de peixes, onde se destaca a carpa. Não admira que no Almonda hoje se encontrem milhares de peixes, com algumas carpas a pesar para cima dos seis/oito quilos. Daí os concursos serem uma constante ao longo do ano. E sempre que nos é possível fazemos uma certa cobertura ao acontecimento.

 

No último concurso realizado em Torres Novas, que foi no passado dia 13, um pescador teve um desabafo que nos chamou a atenção. Tudo estava relacionado com os palanques improvisados e em madeira que servem de pesqueiros. Reparámos que são pequenos, não oferecem muita segurança e acima de tudo, são inestéticos. Foram feitos mercê da boa vontade dos Amigos do Rio Almonda. Pois este pescador afirmou, para quem quis ouvir, se a Câmara Torrejana não tinha uns quilos de cimento – que às vezes sobram das obras – para fazerem uns pesqueiros de qualidade e que podem ser, também, uma atracção turística. Este rio e o peixe que tem, merece que se dê esse passo. E a finalizar, ainda disse: «Se for preciso cada pescador não se importará de dar um 1,50€ para comprar o cimento…». O «recado» fica dado.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados