SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Terça-feira, 15 Junho 2021, 21:10

As Obras na Praça Centenária

 

Há muitos anos que se fala de que a Praça 5 de Outubro – no coração da cidade – devia passar por alguma transformação, a começar pelo seu tabuleiro, muito deteriorado por causa dos carros que ali estacionam. Os anos foram passando e finalmente as obras de reestruturação da Praça Centenária, arrancaram recentemente. Todos sabemos que, qualquer obra, por mais pequena ou maior que seja, cria sempre dificuldades, a utentes ou comerciantes, na medida em que altera alguns hábitos do nosso quotidiano. Por uma coincidência, tivemos a oportunidade de observar a planta das obras e uma explicação de como vão ficar as coisas. E confessamos, à primeira vista, que a Praça Cinco de Outubro vai ser uma obra que vai ficar para a história, pela sua visão de modernidade. Torres Novas e a sua população, vão poder usufruir dum espaço de lazer idêntico às das grandes metrópoles, apesar da sua dimensão geográfica ser menor. Utentes e carros vão poder conviver, sem se agredirem. E estamos convencidos que, depois das obras, tanto os turistas – por causa dos dois hotéis –, visitantes ou torrejanos, passarão a convergir mais para esta renovada Praça, o que significa mais clientes para um comércio que se quer vivo e moderno.

 

O tempo este ano, apesar de um certo vento, beneficiou a tradicional Feira de Março, que apesar de ter perdido algumas características, continua a realizar-se num espaço com poucas condições, mas tem a virtude de ser muito central para os torrejanos. Hoje a localização destas estruturas de divertimentos, é um passo para uma maior rentabilidade. Quando, no futuro, a Feira de Março tiver que sair daquele espaço, não vemos, à primeira vista, um terreno com dimensão e um pouco central. Falou-se, em tempos, que a Várzea, perto da Nersant, poderia receber a Feira. Todavia isso implicaria que ali fossem instaladas infraestruturas, de vária ordem, de raiz e com vista ao futuro. Mas quando existe vontade e apoios indispensáveis, a determinação pode mover montanhas.

 

O Almonda Parque tem servido de estacionamento e, uma vez por outra, serve também para que o circo, que não pode ficar na Feira, ali se instale. O último foi o Circo Walter Dias, que por sinal não conhecíamos. No futuro e com as obras que ali vão acontecer, os circos vão ter dificuldade em vir a Torres Novas, por não existir um espaço central.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados